Press Release

09/10/2013: DELEGAÇÃO ANGOLANA ÀS REUNIÕES DO BM/FMI FICA COMPLETA QUINTA-FEIRA

DELEGAÃÃO ANGOLANA ÃS REUNIÃES DO BM/FMI FICA COMPLETA QUINTA-FEIRA

Washington, D.C.- (Do enviado especial) – A delegação angolana que vai participar nas reuniões de
Outono do Banco Mundial (BM) e do Fundo Monetário Internacional (FMI), a decorrerem de 11 a  13 de deste mês, na capital federal dos EUA (Washington D.C.) fica completa quinta-feira (dia 10), com a chegada do
ministro do Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Job Graça.

O referido governante é o governador (representante oficial da República de Angola) junto do Banco Mundial, tendo como adjunto o ministro das Finanças, Armando Manuel, que, por sua vez, é o chefe da delegação angolana ao evento e, de igual modo, o governador junto do FMI. Este gestor financeiro é coadvujado nesta função pelo governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano.

Além destas três individualidades, integram a comitiva angolana ao evento o secretário de Estado
do Tesouro, Leonel Felisberto da Silva, o vice-governador do BNA, Ricardo de Abreu, os presidentes dos conselhos de Administração do Banco de Desenvolvimento Angola (BDA) e da Comissão de Mercados de Capitais (CMC), respectivamente, Paixão Franco e Archer de Sousa Mangueira.

Todos estes responsáveis, à semelhança da directora da Unidade de Gestão da Dívida Pública, Angélica Paquete, chegaram aos Estados Unidos da América segunda-feira (por volta das 15h00 locais – 20h00 em Angola), segundo constatou a Angop na aerogare do areoporo Land Mark Aviation. Porém, uma equipa de avanço está já
desde domingo (6) em Washigton, District  of Columbia.

No certame, a delegação angolana, composta igualmente por quadros seniores dos respectivos ministérios
e/ou instituições financeiras, contará com o suporte de Ana Dias Lourenço, querepresenta o país no Conselho Executivo do Banco Mundial, como Directora Executiva Suplente da 25ª Constituência, da qual fazem parte Angola, Nigéria e África do Sul.

Os fóruns anuais das organizações de Bretton Woods, Banco Mundial (BM) e do Fundo Monetário
Internacional (FMI) reúnem os bancos centrais, ministros das finanças e planeamento, executivos do sector privado e académicos para discutirem questões de interesse global, incluindo o Panorama Económico Mundial (World Economic Outlook), erradicação da pobreza, desenvolvimento económico e eficácia da assistência