News & Announcements

21/09/2013: Ordem dos Advogados ambiciona construção de edifício sede

Ordem dos Advogados ambiciona construção de edifício sede

A criação de condições para construção do edifício sede da Ordem dos Advogados de Angola (OAA) figura entre as principais prioridades deste órgão judicial, de modo a conferir maior comodidade aos profissionais durante o exercício da advocacia.

O facto foi dado conhecer sexta-feira, dia 20 de Setembro de 2013, pelo o bastonário da OAA, Hermenegildo Cachimbombo, que falava à imprensa, momentos após ao encerramento da IV Conferência Nacional dos Advogados, aberto quinta-feira, na cidade do Huambo.

Precisou que a Ordem dos Advogados vai continuar a trabalhar em prol da criação de condições para que o exercício da advocacia seja efectuado cada vez mais com base na ética deontológica, razão pela qual prevê a construção de um edifício para albergar a sua sede.

Por outro lado, o responsável defendeu a necessidade de haver maior engajamento do Executivo na disponibilização de recursos para sensibilização dos cidadãos sobre a formação jurídica, porquanto, constitui dos principais pilares sobres os quais assenta o Estado de Direito.

Os advogados angolanos, referiu Hermenegildo Cachimbombo, estão preocupados com a consolidação do Estado de direito, motivo pelo qual trabalham constantemente na garantia da defesa dos cidadãos para que tal desiderato seja devidamente alcançado.

Abordado sobre o encontro, o bastonário da OAA considerou positivo, a julgar pelo número de participantes idos das 18 províncias do país, que discutiram vários assuntos, com maior relevância para os que se prendem com o exercício da advocacia e a própria administração da justiça.

O encontro, que reuniu mais de 400 participantes entre advogados, magistrados judiciais, do Ministério Público e professores de direito, foi dominado por quatro painéis, designadamente “A Ordem no reforço e na coesão da classe”, “O estado da reforma da justiça e do direito”, “Advocacia no âmbito da SADC” e a “Advocacia e arbitragem”.

A Ordem dos Advogados de Angola controla, em todo país, cerca de 2.250 advogados, dos quais mil com carteiras definitivas