News & Announcements

10/09/2013: Ministro da Agricultura destaca esforços para produção do café

Ministro da Agricultura destaca esforços para produção do café

Belo Horizonte - O ministro angolano da Agricultura, Afonso Pedro Canga, destacou em Belo Horizonte, capital do estado brasileiro de Minas Gerais, os esforços do Executivo Angolano em relançar a produção do café, aumento das receitas do país e da renda das famílias camponesas.

Afonso Pedro Canga, que falava na 111ª sessão do Conselho Internacional da Organização Internacional do Café, lembrou aos presentes que o produto foi um dos grandes motores do desenvolvimento de Angola nas décadas de 60 e 70, pelo que o Executivo angolano vem adoptando políticas que conduzam ao aumento da sua produção.

Esta sessão do Conselho Internacional da OIC, que assinala o seu 50º aniversário, levou a organização a endereçar convites especiais a várias entidades.

Assim, integrado na delegação angolana chefiada pelo ministro da Agricultura Afonso Pedro Canga, está também o mbaixador de Angola no Brasil, Nelson Manuel Cosme, em representação do ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti.

Entretanto, à margem dos trabalhos da sessão da OIC, o ministro da Agricultura de Angola encontrou-se ontem, segunda-feira com o ministro da Agricultura do Brasil, António Andrade.

Durante o encontro foram abordadas questões ligadas à cooperação institucional entre os dois ministérios, bem como as vias a seguir para uma profícua colaboração a nível empresarial, técnico e científico, sendo que sobre este último assunto as partes convergiram no papel que a Empresa Brasileira de Pesquisas Agrárias (Embrapa) pode jogar na transferência do conhecimento e melhoria da produção em Angola.

Esta é a primeira vez que o Brasil recebe uma reunião da OIC, cujos membros representam 38 países exportadores e 32 importadores, que respondem por 97 porcento da produção mundial de café e mais de 80 porcento do consumo global do grão, respectivamente.

O Brasil é o maior produtor mundial de café com  mais de 800 mil toneladas/ano seguido do Vietname e Colômbia. Minas Gerais, onde decorre a reunião, é líder da produção brasileira com 72 porcento da produção nacional.

A reunião do Conselho Internacional da OIC prossegue hoje (terça-feira) estando os participantes a trabalhar nos marcos dos objectivos da organização que é o de alcançar um equilíbrio razoável entre a oferta e a procura mundiais de café.

Este conselho procura formas de travar a volatilidade dos preços do café buscando um consenso que conduza a um equilíbrio a longo prazo entre a produção e o consumo.