News & Announcements

17/08/2013: Angola descarta adesão nesta Cimeira à Zona de Livre Comércio da SADC

Angola descarta adesão nesta Cimeira à Zona de Livre Comércio da SADC
Lilongwe (Dos enviados especiais) -   A ministra do Comércio, Rosa Pacavira, disse nesta quinta-feira, em Lilongwe, capital do Malawi, que Angola não vai aderir, nesta Cimeira, à Zona de Comércio Livre da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).
Ao falar a jornalistas angolanos, a propósito da discussão pelo Conselho de Ministros do bloco regional da implementação do plano de integração regional, particularmente a Zona de Livre Comércio, a ministra referiu que especialistas dos vários sectores estão a trabalhar para que esta adesão aconteça tão logo possível.
"Vamos manter a posição assumida em Maputo, pois existem ainda alguns acertos que precisamos fazer, como sabe envolve vários sectores, desde a energia, agricultura e outros", sublinhou.
Questionada para quando a adesão de Angola, a ministro disse 2014 ou 2015.
A Zona de Comércio Livre, lançada em Agosto de 2007, em Joanesburgo, na 28ª Cimeira da SADC, teve a adesão da África do Sul, Botswana, Lesotho, Malawi, Ilhas Maurícias, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia, Zimbabwé e Madagáscar, ficando de fora Angola, RDCongo e Ilhas Seychelles.
O objectivo é reforçar a integração económica e a industrialização rápida na sub-região do continente, através da expansão de oportunidades de negócio e remover de forma gradual as barreiras no comércio.
Dos países que assumiram já este compromisso África do Sul tem a maior economia, com um Produto Interno Bruto (PIB) de USD 282 biliões, representando 65 % do total do mercado da SADC.
A Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) é um bloco político e económico que tem entre outros objectivos estimular o comércio  de produtos e serviços entre os países membros, diminuir a pobreza da população, bem como promover o crescimento sustentável dos países membros.
Fazem parte da Comunidade Angola, África do Sul, Botswana, República Democrática do Congo, Lesotho, Madagáscar (suspenso), Malawi, Ilhas Maurícias , Ilhas Seychelles, Swazilândia, Tânzania, Zâmbia e Zimbabwe.