News & Announcements

03/08/2013: Reafirmado papel do exército na exaltação dos valores patrióticos

Reafirmado papel do exército na exaltação dos valores patrióticos
Lobito - O papel do exército angolano na exaltação dos valores patrióticos, éticos e morais foi reafirmado nesta quinta-feira, no município do Lobito, província de Benguela, pelo comandante deste órgão, general Lúcio do Amaral.
O general que falava durante o acto de juramente à bandeira dos primeiros 165 cadetes da 1ª licenciatura em ciências militares no país, formados pela Academia Militar, disse que o exército, como parte integrante das FAA, é e continuará a ser uma escola onde são exaltados valores patrióticos, éticos e morais.
Lúcio Amaral considerou necessário manter sempre a convicção de que não existe missão mais nobre e sagrada do que servir a pátria, pugnando pela defesa da paz, unidade e reconciliação nacional.
.
O responsável adiantou que, o reajustamento do exército é uma tarefa árdua a prosseguir, de forma a permitir que se transmita às novas gerações as tradições deixadas pelos ancestrais que orgulham os fiéis seguidores obedecendo lealdade ao povo, Estado e ao comandante em chefe das Forças Armadas Angolanas.
“A educação que vos foi propiciada pela escola e pela família, será doravante complementada com as valências especiais de futuros oficiais que farão de vocês cidadãos disciplinados, organizados, fortes, física e mentalmente, tecnicamente, conscientes do vosso papel no desenvolvimento do país”, disse.
O general considerou que, o acto constitui uma renovação, esperança e certeza dos recém - jurados, uma vez que acabam de assumir o compromisso, perante o povo angolano que nos próximos cinco anos darão o melhor das suas capacidades físicas e intelectuais em prol da nobre tarefa de estudar para melhor defender os supremos interesses da Pátria.
Lúcio Amaral afirmou que, no exército, as Forças Armadas Angolanas está em processo de reedificação, o que pressupõe melhor organização e preparação de uma força militar moderna e profissional para responder a novas missões de que a nação precisa, nesta fase da historia.
O comandante do exército exortou aos soldados recentemente incorporados no órgão, a cumprirem com os deveres militares, mesmo que possa implicar o sacrifício da própria vida, bem como assumirem uma responsabilidade perante a nação, que se resume em servir de forma coerente e honesta o seu povo.
A cerimónia marcou o culminar de mais um curso de instrução básica militar e juramento à bandeira da República, do contingente de novos militares que passaram a integrar as fileiras das Forças Armadas Angolanas.