News & Announcements

19/07/2013: Garantida entrega do pavilhão para mundial de hóquei em finais de Agosto

Garantida entrega do pavilhão para mundial de hóquei em finais de Agosto

Luanda – As obras de construção do pavilhão “Luanda arena”, que vai acolher as cerimónias de abertura e de encerramento do 41º mundial de hóquei em patins, a decorrer no país de 20 a 28 de Setembro, estarão concluídas em finais de Agosto.


Esta garantia foi dada pela empreiteira durante a visita que o vice-presidente da República, Manuel Domingos Vicente, efectuou na manhã desta quinta-feira à empreitada.


Acompanhado de membros do Executivo, de altos funcionários da Presidência da República e do seu gabinete, bem como da empreiteira, Manuel Vicente percorreu o pavilhão para se inteirar do andamento da obra e se assegurar da sua conclusão nos prazos previstos.

O pavilhão, cujas obras iniciaram em Outubro de 2012, terá capacidade para 12 mil pessoas, parque de estacionamento para 800 viaturas, quatro entradas para o público (Camama, Kilamba, Zango e Viana), um heliporto, centro de imprensa, esquadra de polícia, gabinete anti-doping, posto médico, 13 balneários, entre outros.

Na ocasião, o ministro da Juventude e Desporto, Gonçalves Muandumba, considerou a visita do Vice-presidente da República oportuna, estimulante e reconfortante para o comité organizador do mundial e empreiteiro.

Informou que pavilhões de Luanda e do Namibe ficarão prontos em finais de Agosto e o de Malanje, no final deste mês, adiantando que a Cidadela Desportiva estará igualmente disponível para os jogos de treino e de preparação das selecções participantes da competição.


“A parte das infra-estruturas está no bom caminho e em termos organizativos continua a se aprimorar para que o campeonato decorra da melhor forma e a selecção nacional obtenha os melhores resultados”, salientou.

Gonçalves Muandumba acredita que até a data do campeonato tudo estará pronto  para a competição.


Referiu ainda alguns constrangimentos como os atrasos na conclusão das obras do hotel no Namibe, dos acessos ao pavilhão “Luanda Arena”, mas  que serão superados, pelo empenho das partes envolvidas.


Disse estarem também já ultrapassados os problemas que se punham com o abastecimento de água e energia eléctrica nos pavilhões de Luanda e do Namibe.