News & Announcements

14/05/2013: Plano Estratégico da SADC poderá servir de guia às acções da organização

Plano Estratégico da SADC poderá servir de guia às acções da organização

Luanda – O ministro da Defesa Nacional, Cândido Pereira Van-Dúnem, disse nesta segunda-feira, em Luanda, que o Plano Estratégico Indicativo do Órgão de Política, Defesa e Segurança da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) poderá servir de guia para as acções da organização.

O ministro teceu estas considerações quando discursava na cerimónia de lançamento do Plano Estratégico Indicativo do Órgão de Política, Defesa e Segurança da SADC (SIPO), em Angola, cujo acto teve lugar na sede do
Ministério das Relações Exteriores.

Neste contexto, de acordo com o ministro, ele deverá orientar os esforços colectivos da região para fazer face ao global e diversificado ambiente regional e internacional.

Salientou que este é um instrumento criado com o objectivo de facilitar a implementação do protocolo da SADC sobre cooperação nestas importantes áreas (política, defesa e segurança).

Referiu que trata-se de um importante instrumento para a região, pois facilita a implementação da agenda da SADC, expressa no Plano Estratégico Indicativo de desenvolvimento regional (RISDP).

Disse ainda que a sub-região continua a apresentar desafios aos quais o actual Plano, lançado em Arusha (Tanzânia), em Novembro de 2012, procura responder, trazendo uma ideia de reestruturação do sector.

Cândido Pereira Van-Dúnem disse também esperar que o lançamento em Angola do mesmo corresponda a um primeiro momento na intenção de tornar este instrumento conhecido, através de fóruns de divulgação e outras acções que promovam a sua plena e correcta implementação.

Neste sentido, lançou um repto aos Estados membros da SADC no sentido de que a implementação do plano impulsione a sub-região para redobrar o ambiente de paz e estabilidade, que garanta o tão desejado crescimento e
desenvolvimento sustentável, baseado na interdependência e solidariedade.

Por outro lado, encorajou o Secretariado da SADC no sentido de que os relatórios de avaliação anual deste plano sejam apresentados no período definido para que possam, de forma conjunta, monitorizar a implementação do
Plano Estratégico Indicativo do Órgão.

Estiveram igualmente presentes na cerimónia, o secretário Executivo da SADC, Tomaz Salomão, o ministro do Interior, Ângelo da Veiga Tavares, o secretário de Estado das Relações Exteriores, Manuel Augusto.

Assistiram  também ao acto a secretária de Estado das Relações Exteriores para a Cooperação, Ângela Bragança, o secretário de Estado da Defesa, Gaspar Rufino, o Chefe do Estado Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Geraldo Sachipengo Nunda, membros do corpo diplomático acreditado em Angola, da comunidade de inteligência, entre outras entidades.