News & Announcements

15/03/2013: Mirex dedicará maior atenção as telecomunicações e tecnologias de informação

Mirex dedicará maior atenção as telecomunicações e tecnologias de informação
Luanda - O sector das telecomunicações e tecnologias de informação, no quadro da diplomacia angolana, deverá merecer maior atenção nos próximos tempos de acordo com o ministro das Relações Exteriores.
Georges Chikoti traçou esta perspectiva quando discursava na cerimónia de abertura do seminário sobre Tecnologias de Informação e Comunicações, destinado a adidos de telecomunicações, a decorrer no dia de hoje,
sexta-feira, na sede da instituição.
Segundo asseverou, o Mirex deverá dedicar mais esforços para que o sector possa melhorar a sua prestação, acrescentando que a promoção deste seminário deve constituir ponto de partida para que haja considerável
aperfeiçoamento em termos de equipamentos e conhecimentos tecnológicos.
Frisou que as telecomunicações e tecnologias de informação representam, hoje, elemento essencial para o ministério das Relações Exteriores no seu trabalho intra-governamental, sobretudo, nas comunicações com as missões de execução externa.
“Na verdade, precisamos hoje de um adido de telecomunicações melhor equipado e mais conhecedor”, disse o ministro.
Ressaltou que as comunicações com as embaixadas têm conhecido, nos últimos anos, muitos constrangimentos, tanto pela falta de melhores equipamentos, como pelo atraso no encaminhamento da informação.
“O tratamento célere da informação também representa uma preocupação que deveremos ultrapassar com o tempo, para que as missões diplomáticas se sintam bem servidas nesta política do Executivo de generalizar
as tecnologias de informação à todos sectores”, acrescentou.
Durante o evento, a decorrer sob o lema ”As telecomunicações e tecnologias de informação, pilares de suporte ao desenvolvimento da política externa de Angola”, os participante vão abordar aspectos como “A diplomacia na
era da informação e gestão do conhecimento” e “A evolução das TIC na execução da política de defesa e segurança relativa a diplomacia angolana”.
De igual modo, vão abordar “A actividade da diplomacia electrónica face a uma concorrência acrescida de actores não estatais”, “Governação electrónica em Angola/Diplomacia electrónica”, “O papel das telecomunicações nas interacções dos serviços executivos internos e externos do Mirex”, entre outros.
Sábado, no quadro ainda do processo de formação, os participantes dão início a uma acção prática, a decorrer até ao dia 19 do corrente, na Escola Nacional de Administração (ENAD).