News & Announcements

13/03/2013: Secretário de Estado lança desafio ao IFAL para expansão de ensino à distância

Secretário de Estado lança desafio ao IFAL para expansão de ensino à distância
Luanda - O secretário de Estado para a Administração Local, Cremildo Paca, afirmou em Luanda, que a expansão do ensino à distância em Angola afigura-se um novo desafio que o Instituto de Formação de Administração Local (IFAL) deverá vencer nos próximos anos.
Cremildo Paca fez esta afirmação quando discursava na cerimónia de abertura do seminário nacional sobre “O papel do ensino à distância na formação da administração local: desafios e oportunidades”, em representação
do ministro da Administração do Território Bornito de Sousa.
Disse que desde a sua fundação, o papel do IFAL foi o de capacitar os recursos humanos e tornar os serviços administrativos mais funcionais, tendo expressado a sua satisfação pelo facto das administrações municipais converterem-se em unidades orçamentais com gestão feita pelos quadros formados na instituição.
O responsável observou que em muitas administrações municipais, a maioria dos seus funcionários passaram pelo IFAL onde frequentaram cursos básicos da administração local, gestão dos recursos humanos e de orçamento, entre outras matérias.
Nesta senda, Cremildo Paca considerou ser possível concretizar o desiderato de levar o ensino à distância em todos os recantos do país, através das novas tecnologias de informação, visando o fortalecimento institucional da administração local do Estado.
O seminário, que encerra hoje quarta-feira, inscreve abordagens sobre “Os desafios na formação dos funcionários da Administração Local no âmbito do Plano Nacional de Formação de Quadros”, “O ensino à distância: uma ferramenta poderosa de formação”, e “Contribuições para a estratégia nacional de ensino à distância para a Administração Local”.
Na ocasião, o director do IFAL, Ismael Mateus, disse que o evento é a primeira etapa na construção de um entendimento comum sobre o ensino à distância, para permitir assentar as bases de uma estratégia nacional e um
quadro legal que assegure a inclusão do ensino à distância entre as modalidades formativas reconhecidas no país.
Participam no seminário, quadros de vários departamentos ministeriais, empresas do ramo petrolífero, entre outros convidados.