News & Announcements

10/03/2013: Dia Internacional da Mulher celebrado na Embaixada de Angola

Dia Internacional da Mulher celebrado na Embaixada de Angola

Washington - Uma palestra sobre “Gestão da Família: como manter os valores angolanos na sociedade americana” e Bullying nas escolas: existência e impacto sobre as crianças dos diplomatas dominou as celebrações do Dia Internacional da Mulher, realizada pelas diplomatas de Angola naquele país.

O Bullyng (assédio moral ou intimidação) tem merecido atenção de vários círculos de interesse norte-americanos, dadas as suas proporções numa sociedade culturalmente diversificada, ao qual os filhos de angolanos igualmente têm de enfrentar, sobretudo nas escolas.

A psicóloga angolana Malú Costa, na sua intervenção, explicou: “O bullying (…), cuja origem é a violência verbal e física, tem provocando mal-estar entre os alunos que são mais novos ou mais fracos, é um problema feito a alunos de raça diferente (…), igualmente pode acontecer no meio familiar, até mesmo em locais de trabalho”.

Na palestra, além de Malú Costa, interveio Graça Cruz que partilhou as suas experiências e os desafios que enfrentou, como mãe e esposa, longe de Angola para educar os seus filhos a fim de poderem perseverar os valores e identidade culturais da nossa terra.

Na abertura da actividade, a ministra conselheira da missão Embaixada de Angola nos EUA, Sofia Pegado, fez uma resenha sobre a origem e importância histórica do Dia Internacional da Mulher, que, em 1975, foi oficializado pela ONU em reconhecimento à luta por direitos iguais para as mulheres.

“Este dia não é apenas marcado como uma data comemorativa, mas sobretudo pela reflexão que visa a diminuição do preconceito, onde são discutidos assuntos que tratam da importância do papel da mulher na sociedade, por uma vida mais justa em todo o mundo” - disse a diplomata.

A embaixatriz de Angola nos EUA, Maria Odete Ribeiro, foi a anfitriã do evento em que estiveram presentes Ana Dias Lourenço, representante de Angola no Conselho de Administração do Banco Mundial, Ana Beatriz Costa representante comercial de Angola nos Estados Unidos da América, mulheres diplomatas, que comemoraram a
efeméride ao lado dos seus colegas de trabalho, suas esposas e membros da comunidade angolana residente na área metropolitana de Washington.

O segundo momento da celebração, essencialmente cultural, foi marcado pelas actuações da cantora angolana Ivette Galiano, do grupo de dança Africa Sensuality (afro-americanos que se têm dedicado com sucesso à promoção do Kizomba), declamação de poesia e uma passagem de modelos em trajes africanos, da
estilista africana, Sifa (SL Fashion Design).

Na actividade também foram servidas iguarias de Angola ao som da nossa música.