News & Announcements

10/02/2013: Ministério da Comunicação Social lamenta morte do jornalista João Van-Dúnem

Ministério da Comunicação Social lamenta morte do jornalista João Van-Dúnem
Luanda - O Ministério da Comunicação Social manifestou-se sábado, profundamente consternado pela morte do jornalista angolano João Braz Vieira Dias Van-Dúnem, ocorrida sexta-feira, na Alemanha, por doença.
Numa nota de condolências a que a Angop teve acesso, em Luanda, o Ministério considera João Van-Dúnem "uma referência do jornalismo angolano que sempre primou pela dignificação da classe defendendo, em vários fóruns, a necessária atenção à formação e ao aperfeiçoamento técnico-científico".
A nota, assinada pelo ministro da Comunicação Social, José Luís de Matos, refere que a morte de João Van-Dúnem deixa um vazio no seio da classe onde com o seu saber sempre contribuiu para a dignificação do jornalismo
angolano.
"O Ministério da Comunicação Social inclina-se perante a memória do insigne jornalista e apresenta à família enlutada e à classe jornalística, particularmente ao grupo Media Nova, as mais sentidas condolências", lê-se na mensagem.
João Van-Dúnem, até à data da morte presidente do Conselho de Administração do Grupo Media Nova, entrou para o mesmo em 2008 como director-geral, tendo assumido a Presidência do Conselho de Administração no ano
de 2009.
Nascido em Luanda, a 1 de Outubro de 1952, desempenhou funções relevantes na estrutura da BBC, em Londres, onde trabalhou por mais de vinte anos.
Foi, nomeadamente, produtor sénior jornalista, subdirector e director do serviço em português para África.
O seu percurso profissional inclui ainda a co-fundação da África Jornal, em Lisboa, no início da década de 80, e o cargo de editor-chefe na Rádio Televisão Popular de Angola em 1975.