News & Announcements

05/02/2013: Ministro destaca heroísmo das patriotas de 4 de Fevereiro

Ministro destaca heroísmo das patriotas de 4 de Fevereiro
Xangongo – O ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa, destacou hoje, segunda-feira, na localidade de Xangongo, província do Cunene, o heroísmo das patriotas que a 4 de Fevereiro de 1961 se levantaram contra o colonialismo português.
Bornito de Sousa, que discursava no acto central do 52º aniversário do 4 de Fevereiro, enalteceu a todos quantos se sacrificaram para que Angola fosse um país independente e soberano desde 11 de Novembro de 1975.
“A luta armada não foi a primeira opção dos patriotas angolanos e dela só fizeram recurso quando se tornou claro que o regime colonial fechara todas as portas para uma solução negociada da independência de Angola”, disse.
Segundo Bornito de Sousa, a luta armada e política, conjugada com os esforços dos povos e patriotas de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Portugal e Timor Leste, acabaram por conduzir a
queda do regime colonial português em 25 de Abril de 1974.
Por outro lado, o ministro destacou a figura do Rei Muandume Ya Ndemufayo, falecido a 6 de Fevereiro de 1917, sublinhando que, a par de outros soberanos de várias regiões de Angola, é um marco que assinala que a
resistência contra a ocupação colonial iniciou a longo tempo.
O ministro indicou que com a conquista da independência nacional, em 11 de Novembro de 1975, e a paz definitiva, em 4 de Abril de 2002, o principal desafio da presente geração é desenvolver e modernizar o país.
Assistiram o acto, realizado na comuna de Xangongo, sede municipal de Ombandja, os ministros de Urbanismo e Habitação, José da Silva, da Saúde, José Van-Dúnem, os secretários de Estado das Águas, Luís Felipe, da
Educação, Ana Paula Inês Fernandes, e da Construção, António Flor, responsáveis do governo local, autoridades tradicionais e entidades eclesiásticas.