News & Announcements

21/12/2012: Presidente da Assembleia Nacional defende reforço da cooperação e coordenação interna

Presidente da Assembleia Nacional defende reforço da cooperação e coordenação interna
 
Luanda – O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, defendeu hoje, sexta-feira, em Luanda, o reforço da cooperação e coordenação interna, com vista a tornar mais eficaz a relação com os outros órgãos externos.
 
O presidente do Parlamento defendeu esta posição durante a cerimónia de cumprimentos de fim de ano, apresentados pelos deputados, funcionários e agentes parlamentares.
 
Na sua intervenção, fez referência que as funções principais do Parlamento são as de legislar, acompanhar e fiscalizar as actividades do Executivo e, por este facto, realçou a necessidade de se continuar a primar para que esta seja positiva.
 
Com isso considerou importante a não burocratização demasiada e a busca de formas expeditas e práticas para que esta cooperação consiga tornar o Parlamento mais eficiente e eficaz.
 
“Existirão alturas em que terá de haver concertações entre os partidos políticos e é preciso termos a abertura de espírito para ouvirmos a opinião dos outros e, mesmo defendendo posições diferentes, estar abertos para o diálogo”, argumentou.
 
O presidente da Assembleia Nacional considerou ainda como importante trabalhar no sentido de ajudar o Estado a ir resolvendo os problemas da população.
 
Desta forma, acrescentou, contribuir positivamente para que Angola seja um país respeitado não só na região mas no concerto das Nações.
 
Frisou que a actividade principal da Assembleia Nacional, devido à sua natureza, é desenvolvida e garantida pelo desempenho dos seus deputados, mas todo têm consciência que os funcionários e agentes parlamentares são um suporte forte de apoio para a garantia do êxito do trabalho destes.
 
Por este facto, referiu que gostaria que houvesse uma relação de trabalho e interpessoais, entre deputados e funcionários, forte e positiva e que contribua para a harmonia do trabalho.
 
Por outro lado, disse que todos devem cuidar da formação contínua e da auto-superação, não só dos funcionários parlamentares, mas igualmente dos deputados.
 
Segundo Fernando da Piedade Dias dos Santos, o próximo ano não será fácil, apesar de mostrar-se convencido de que terão êxitos.
 
Alertou para o facto de que, se surgirem momentos difíceis, estes não devem perder a serenidade, porque os momentos e dificuldades devem ser vencidas com inteligência, serenidade, compreensão e vontade de abordá-los.
 
Na sua intervenção, citou que o ano de 2013 para os deputados terá início com a aprovação de um documento importante, que é o Orçamento Geral do Estado (OGE), a que se seguirá a aprovação de outros.
 
O presidente do Parlamento realçou também a necessidade de os deputados começarem, de facto, a ter uma acção mais visível no que toca a iniciativa legislativa e acompanhar o que se passa na sociedade, dando as respostas que forem pedidas pelos cidadãos.