News & Announcements

01/08/2012: Georges Chikoti rende homenagem as vítimas do Holocausto

Georges Chikoti rende homenagem as vítimas do Holocausto

Jerusalém (Do enviado especial) - O ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Rebelo Chikoti, depositou ontem, terça-feira, uma corôa de flores no Yad Vashen, em homenagem a todas as vítimas do Holocausto.

 No livro de honra, Georges Rebelo Chikoti escreveu que “a comunidade internacional deve educar as gerações no sentido de nunca mais se registar um holocausto igual ao ocorrido com o povo judeu durante a segunda guerra mundial”.

 O governante angolano, no âmbito da sua deslocação ao Estado de Israel, onde mantém contactos com as autoridades governamentais locais, visitou o Museu do Holocausto.

 O governante angolano manifestou-se comovido ao se aperceber de quão grande foram os horrores causados pelo regime nazi aos judeus, levando a morte de milhões de cidadãos inocentes.

 “Foi com grande emoção que me apercebi neste local da magnitude do sofrimento, como o causado ao povo judeu durante a segunda guerra mundial pelo regime nazi, pelo que a comunidade internacional deve trabalhar no sentido de educar as actuais gerações a não registar mais horrores como este”, escreveu Georges Chikoti no livro de honra.

 O Museu do Yad Vashen foi aberto ao público em 2006 o qual foi projectado o formato de um prisma que entra a montanha, dividido em nove galerias, relatando as histórias das comunidades judaicas antes da segunda guerra mundial e da série de eventos que a estes ocorreu começando pela subida dos nazistas ao poder, passando pela perseguição, genocídio dos judeus, sua expulsão aos guetos, e terminando com a “solução final” e o genocídio em massa.

 As experiencias pessoais e os sentimentos das vítimas do holocausto constituem a base das exibições do museu. Fotografias, filmes, documentos, cartas, trabalhos de arte e itens pessoais que foram encontrados os campos e nos guetos são uma parte integral do museu.

Na saída do Yad Vashen se encontra o hall dos nomes um memorial inspirador contendo mais de três milhões de nomes de vítimas do holocausto.

 Além do Museu de história do holocausto, Yad Vashen engloba outros memoriais e monumentos incluindo o Hall da recordação onde as cinzas dos mortos são enterradas e uma chama eterna queima em recordação, Yad Layeled, o memorial para as crianças, recordando os um milhão e meio de crianças judias que foram assassinadas no holocausto e o memorial das deportados.