News & Announcements

20/07/2012: Ministra da Comunicação Social testemunha entrega do prémio CNN de Jornalismo

Ministra da Comunicação Social testemunha entrega do prémio CNN de Jornalismo

Lingtstone - A ministra da Comunicação Social, Carolina Cerqueira, encontra-se em Livingstone, para participar na cerimónia de entrega do prémio CNN- Multichoice de Jornalismo africano que se realiza sábado, em Lusaka, capital da Zâmbia.

Na cidade turística de Livingstone, Carolina Cerqueira participa de um programa concebido pela organização do evento.

No sábado de manhã, a ministra da Comunicação Social viajará para Lusaka, onde, no início da noite, testemunhará a entrega do prémio de jornalismo nas diferentes categorias.

A embaixadora de Angola na Zâmbia, Balbina da Silva,foi a Livingstone dar as boas vindas à ministra da Comunicação Social e igualmente participar do programa da CNN- Multichoice.

Em Livingstone encontram-se igualmente alguns ministros, diplomatas e jornalistas africanos. O jornalismo angolano está representado por jornalistas e directores da imprensa privada. Angola concorre ao prémio CNN com a jornalista Isabel João.

A jornalista angolana Isabel João, do Novo Jornal, está entre os 34 finalistas do concurso do CNN MultiChoice, denominado “African Journalist 2012”.

A indicação deste grupo de concorrentes foi feita por um júri independente, em Maio deste ano. Nesta 17ª edição estarão representados 42 países de África que disputarão entre si os prémios de Artes e Cultura,Jornalismo Digital, Economia e Negócios, Ambiente, Free Press África, Informação VIH/Sida, Saúde e Medicina, Fotografia, Notícias Gerais Impressas, Notícias Gerais Rádio, Desporto, entre outras.

Isabel João concorre à categoria de notícias gerais de Língua Portuguesa, a mesma que Sebastião Vemba, também do Novo Jornal, venceu em 2010. O jornalista Ernesto Bartolomeu, da Televisão Pública de Angola,
venceu em 2009 a categoria de Língua Portuguesa.

Por altura da divulgação dos nomes dos concorrentes, foram feitas referências à qualidade e competitividade dos trabalhos apresentados.

O Prémio Jornalista Africano do Ano CNN foi instituído em 1995 por Edward Boateng e Mohamed Amin, já falecido, com o objectivo de incentivar a excelência no jornalismo em África.