News & Announcements

23/06/2012: AOMA vai cumprir com os objectivos pelos quais foi criada-Paulo Tjipilica

AOMA vai cumprir com os objectivos pelos quais foi criada-Paulo Tjipilica

Luanda - O presidente da Associação dos Ombudsmen, Mediadores ou Provedores de Justiça Africanos (AOMA), o angolano Paulo Tjipilica, disse em Luanda, que a associação cumprirá com os objectivos para o qual foi criada.

Paulo Tjiplica fez tal afirmação na cerimónia de encerramento da reunião de coordenação sobre a Execução do Acordo de Entendimento entre a Comissão da União Africana e a Associação dos Ombudsman e Mediadores ou Provedores de Justiça Africanos.

Segundo o presidente da AOMA, associação trabalhará afincadamente para a conclusão dos seus objectivos, assim como na união de valores partilhados para um melhor serviço para a promoção da democracia, boa
governação e dos direitos do Homem em África, assim como na resolução e preservação de conflitos.

No encontro, os provedores concluíram ser necessário a criação e o reforço das instituições dos Ombudsemen em todos os Estados-Membros da UA, gestão eficiente de cooperação entre as partes, assim como na criação de
sinergias entre os Provedores de justiça Africanos, mediadores e outras instituições de África.

Entre as conclusões, os AOMA decidiram igualmente que as partes devem reunir-se pelo menos duas vezes por ano para acompanhar a realização dos objectivos estratégicos da organização, assim como no comprometimento de organizar conferencias bilaterais regularmente sobre temas de interesse comum.

O acordo de entendimento entre a UA e a AMOA, assinado em Outubro de 2011, define de forma concisa os objectivos da cooperação entre as duas organizações com vista ao estabelecimento das normas e linhas de orientação que devem servir de parâmetro para sua execução.

A Associação dos Ombudsman e Mediadores ou Provedores de Justiça Africanos (AOMA) é uma organização internacional que tem como objectivo promover e proteger os direitos, liberdades e boa governação.

A reunião de coordenação sobre a execução do Acordo de Entendimento entre a Comissão da União africana (CUA) e a Associação dos "Ombudsmen e mediadores africanos ou provedores de Justiça" decorreu de 21 a 22
de Junho em Luanda.

Estiveram presentes no encontro, entre outras individualidades, os provedores de justiça de Moçambique, do Mali, do Sudão, da Etiópia e da África do Sul.