News & Announcements

20/06/2012: Projecto OKavango/Zambeze constitui maior área transfronteiriça de África

Projecto OKavango/Zambeze constitui maior área transfronteiriça de Ãfrica

Rio de Janeiro (Dos enviados especiais) - O projecto regional Okavango/Zambeze (KASA), lançado em 1993, constitui a maior iniciativa transfronteiriça do Continente Africano, com 444 mil e 462 quilómetros quadrados.

Apresentado nesta terça-feira, num fórum paralelo à Conferencias das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável-Rio + 20, o mesmo liga 36 áreas de conservação a nível de Angola, Zâmbia, Zimbabwe, Botswana
e Namíbia, isto é na região da África Austral.

Apresentado pela coordenadora executiva do projecto, Amélia Cazalma, o KASA alberga a maior população de elefantes a nível mundial, estimados em 250 mil animais, além de outras espécies que Recusam de ser
protegidas, como a chita, rinoceronte preto, cão selvagem africano, antílope negro africano e tucano, puiu, orbita, groucarunculado e grifo de cabo.

Em termos turístico, o OKavango/Zambeze representa o maior destino ecoturístico a nível mundial, uma vez que e detentora de uma série de atracções conhecidas mundialmente.

As quedas de Vitória "Vitoria Falls" (Zimbabwe), o Delta do OKavango (Botswana ), parques de Bwabwata (Zâmbia ) e de Luengue-Luciana (Angola) são as atracções que devem ser aproveitadas como alternativas mais
viáveis para o desenvolvimento da região, segundo Amélia Cazalma.

Este projecto tem como visão estabelecer uma área de conservação transfronteiriça e destino turístico de nível internacional nas regiões das bacias hidrográficas dos rios Kuando, Zambeze e de Angola, Botswana, Namíbia, Zâmbia e Zimbabwe, no contexto do desenvolvimento sustentável.

Como missão, o KASA deve gerir o ecossistema, seu património e gestão. Dos recursos culturais de forma sustentável, baseada na melhor conservação, boas práticas do turismo para o bem-estar socioeconómico das
comunidades e outras intervenientes que vivem dentro ou nos roedores da sua região ecológica.

Este, com cinco objectivos fundamentais, o KASA vai facilitar um ambiente económico saudável e competitivo que promova e permita parcerias público-privadas, comunitárias, investimento e a integração económica
regional.

Respondendo aos três pilares do desenvolvimento sustentável, como inclusão social, protecção movimentar e prosperidade económica, o projecto OKavango/Zambeze é uma monstra para restabelecimento do respeito, paz,
solidariedade entre os povos e da integridade dos países membros.

Assistiram a apresentação deste projecto, a ministra do ambiente, Maria de Fátima jardim, o vice ministro da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Amaro Tati, do secretário de Estado das Aguas representantes do governo dos Congo Brazaville e Democrático, além de outros parceiros e de outros países que seguem o evoluir dos trabalhos.