News & Announcements

15/05/2012: Executivo tem apostado na formação de quadros militares

Executivo tem apostado na formação de quadros militares
 

Luanda - O Executivo angolano tem apostado na construção de Forças Armadas bem apetrechadas, altamente preparadas e aptas a desempenhar as mais variadas missões, garantiu em Luanda, o ministro da Defesa nacional, Cândido Pereira Van-Dúnem.

O governante afirmou o facto quando discursava no acto comemorativo do IV aniversário da criação do Instituto Superior Técnico Militar, decorrido nesta instituição, localizada no Campo Militar do Grafanil.

De acordo com Cândido Van-Dúnem, não se pode pensar em crescimento e desenvolvimento, se não se prestar uma atenção especial na formação de recursos humanos.

"É nesse ensejo e obedecendo a uma visão estratégica de futuro, que alunos oriundos de vários pontos do país, independentemente da sua origem social, estão a ser formados neste instituto, com o propósito de serem cidadãos potencialmente úteis às FAA e à pátria angolana", argumentou.

O governante apelou aos cadetes (alunos militares) a observarem permanentemente valores da cidadania, disciplina, do rigor e empenho, por serem factores fundamentais para se forjar a personalidade de qualquer cidadão, particularmente os quadros da defesa.

Asseverou que todos que servem na instituição de ensino militar têm a obrigação ética e moral de praticarem diariamente os valores e princípios de patriotismo, organização, aprumo, pontualidade, lealdade e camaradagem.

"Devemos ter sempre presente que um quadro superior não se deve orgulhar somente por ter um título académico, para ostentação, mas sim orgulhar-se em pôr na prática os conhecimentos adquiridos em prol da pátria, pois é da sua formação que o país precisa, para resolver os problemas que vão resultar no bem-estar de todos", pontualizou.

Exortou ainda aos cadetes para que nos tempos livres observem também os valores da partilha, igualdade, bem como adquiram e pratiquem o conceito de camaradagem e solidariedade, porque é fundamental cimentar a coesão de todo um conjunto que são as FAA e que na verdade, são uma grande família de militares e não só.

O acto foi marcado pela entrega de estímulos aos mais destacados trabalhadores militares e civis do ISTM, desfile de tropas (cadetes) e demonstrações de tácticas militar.

Assistiram ao mesmo, a ministra do Ensino Superior e da Ciência e Tecnologia, Maria Cândida Teixeira, o chefe do Estado Maior General das FAA, general Geraldo Sachipengo Nunda, oficiais generais e superiores dos três ramos das Forças Armadas, adidos de defesa acreditados no país e convidados.

O ISTM é uma instituição militar de ensino superior universitário, vocacionada para o estudo, docência, investigação científica e tecnológica, dotada de autonomia estatutária científica e pedagógica.

Fundado a 15 de Maio de 2008, o ISTM tem a missão de formar quadros superiores militares nacionais e estrangeiros, por um período de seis anos nos cursos de engenharias mecânicas, electrotecnia, informática, construção e fortificação, bem como medicina.

No presente a instituição alberga 800 alunos nos diversos cursos.

No âmbito da cooperação com os PALOP, estão a frequentar os cursos 34 cadetes estrangeiros, sendo treze da República de Moçambique, oito de Cabo Verde, sete da Guiné-Bissau e seis de São Tomé e Príncipe.