News & Announcements

14/05/2012: Angola tornou-se já uma marca nas exposições universais

Angola tornou-se já uma marca nas exposições universais

Yeosu (Dos enviados especiais) - Angola constitui-se já  numa marca representativa nas diversas exposições universais realizadas até ao momento que faz dele um país aberto ao mundo, considerou neste domingo, a comissária Nacional da Expo Yesou 2012, Albina Assis.

Falando à Angop e a Rádio Nacional de Angola, no segundo dia do evento, Albina Assis defendeu que tudo deve ser feito para que o país continue a granjear a simpatia e o respeito que já conquistou a nível do mundo.

"Angola é a nossa terra e, com todos os defeitos que ela possa ter, devemos amá-la no sentido de torná-la também amada pelos outros. É isso que é o nosso dever como angolanos", referiu.

Com relação a presença no certame, a comissária Nacional da Expo disse que nao é so mais uma participação, mas sim outra participação, em que se procurara que seja diferente das anteriores edições, torná-la mais
incisiva e mostrar realmente a Angola em construção: uma Angola diferente.

Questionada sobre os ganhos da participação angolana nestes eventos, Albina Assis disse acreditar que a intenção dos investimentos que os países fazem nestas exposições internacionais é mesmo para serem conhecidos e poder mostrar ao mundo o que são e melhorar o intercâmbio com as outras nações.

"É exactamente pela mudança e dinâmica nestes empreendimentos, que também serve de teste para o que é efectivamente o país", notou.

Ela aludiu ao facto de, nesta Expo, Angola ser um dos poucos países da África subsariana, que tem um pavilhão independente, o que tem suscitado um grande interesse por visitantes de diferentes quadrantes.

Outro aspecto que ajuda a que o pavilhão seja bastante concorrido, deve-se a sua prestimosa participação na Expo Xangai 2010, pelo que as pessoas querem saber como é que Angola está representada desta vez em Yeosu.

Embora a região que alberga a Expo, a cidade portuária de Yesou ser uma zona com um fraco nível populacional, calcula-se em cerca de 300 mil habitantes, Albina Assis, ainda assim, augura que o número de visitantes no
pavilhão de Angola, atinja os níveis da razoabilidade.

No primeiro dia da Expo, perto de 2 mil 806 pessoas passaram pelo pavilhão angolano, que pretende atrair o maior número possível de visitantes.

Para esta edição, o país trouxe como bandeiras o Manatim (peixe boi) e o projecto ligado ao desenvolvimento sustentável "Angola LNG".

A Expo Yeosu 2012, cuja cerimónia de abertura aconteceu na passada sexta-feira, conta com a participação de 105 países e 10 organizações internacionais e decorre sob o signo "A Vida dos Oceanos e Costas".