Press Release

28/04/2012: SECRETARIO DE ESTADO DAS ÁGUAS FALA DO DESENVOLVIMENTO DO SECTOR EM FÓRUM NOS ESTADOS UNIDOS

EMBASSY OF THE REPUBLIC OF ANGOLA

2100-2108 16th STREET N.W. WASHINGTON, DC  20009

TEL: (202) 785-1156 . FAX: (202) 785-1258/822-9049

SECRETARIO DE ESTADO DAS ÁGUAS FALA DO DESENVOLVIMENTO DO SECTOR EM FÓRUM NOS ESTADOS UNIDOS

Washington, 24/04/12 - O secretário angolano de Estado das Águas, Luís Filipe da Silva, disse, em Washington, que o Executivo de Angola está empenhado na implementação do Programa "Água para todos" que se destina a fornecer água potável para as capitais do país. O dignitário angolano falava na reunião de alto nível de 2012
sobre Saneamento e Água para todos nos países de África e Ásia, que se realizou de 19 a 20 de Abril, em Washington, D.C. sob a égide do Banco Mundial e pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

A titúlo de exemplo, Luís Filipe da Silva mencionou as províncias da Huíla, Huambo e Namibe onde já
se aplicam estes projectos.

"O Executivo Angolano definiu um plano de acção, manutenção e sustentabilidade para o referido programa. Angola pensa ultrapassar a meta fixada pelos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio com uma cobertura de 60% neste ano de 2012", disse.

"Com a implementação da nossa política Nacional de Saneamento e o evoluir do Programa Saneamento Total, cujo objectivo é a melhoria das condições de saneamento nas zonas rurais, com ênfase para acções de mobilização social junto das comunidades para uma mudança de comportamentos, atitudes e práticas, podemos
dizer, que antes de 2015, o nosso país preconiza atingir e ultrapassar as metas fixadas internacionalmente" - acrescentou.

Luís Filipe da Silva, que chefiou a delegação angolana ao evento, manteve um encontro com o embaixador de Angola nos EUA, Alberto do Carmo Bento Ribeiro, durante o qual falou dos desenvolvimentos do sector no país.

No certame, realizado sob o tema "Ganhos Económicos do Saneamento e Água", que decorreu
paralelamente às reuniões anuais de primavera do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional (FMI), participaram ministros das Finanças de países em desenvolvimento, ministros de Desenvolvimento e Cooperação de países doadores, altos representantes de Bancos de Desenvolvimento, assim como outras instituições de doadores, que endereçaram a falta de prioridade dada às questões de saneamento e água como uma intervenção de desenvolvimento, a deficiente ajuda ao sector e a necessidade de fortalecer a planificação e as instituições.

Foi convidado a presidir a reunião de Alto Nível, John Kufuor, ex-Presidente do Ghana.

Os participantes, elaboraram uma declaração conjunta que saúda o crescimento do Saneamento e Água para Todos em termos da parceria mundial, a nomeação de Jim Yong Kim, um campeão na saúde pública, como presidente do Banco Mundial e reconheceram que apesar de uma concretização geral agregada, da meta dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) relativa à água, o progresso com vista ao saneamento, tem sido mais lento do que o previsto, o que pode levar muitos países a falhar no seu cumprimento.

Uma das causas desta situação, são os fluxos financeiros para o sector do saneamento e da água (a partir de orçamentos nacionais e da ajuda internacional), que ainda deixam uma lacuna substancial para se conseguir atingir os objectivos preconizados a nível nacional e internacional.

Os desafios relativos ao saneamento, à higiéne e água estão a tornar-se cada vez mais complexos, observaram os participantes que se mostraram cientes da necessidade urgente do facto dos investimentos em saneamento, higiéne e água, fazerem todo o sentido em termos económicos e sociais.

Integraram a delegação Angolana, Kiala Pierre, director do Gabinete de Intercâmbio Internacional do Ministério de Energia e Águas, Câmia Carvalho, directora Nacional do Ambiente, em representação da ministra do Ambiente, e António Moreira de Menezes, coordenador da Unidade Técnica Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério
do Ambiente, além de diplomatas da Embaixada de Angola nos Estados Unidos da América.



Press Sector

Embassy of Angola to the USA

Washington, D.C.