News & Announcements

01/04/2012: Ministros da educação da CPLP recomendam melhoria nos sistemas

Ministros da educação da CPLP recomendam melhoria nos sistemas

Luanda - Os ministros da educação da CPLP, reunidos na sua VII reunião extraordinária do conselho de ministros recomendaram , em Luanda, que fossem envidados esforços conjuntos e coordenados no sentido de melhorar a eficácia e eficiência dos sistemas de educação dos Estados membros.

De acordo com a declaração final, o acordo ortográfico da língua portuguesa de 1990 é uma ferramenta em que todos os Estados membros estão empenhados e que representa uma verdadeira contribuição para a promoção e defesa da língua portuguesa no espaço da CPLP e no mundo.

A aplicação deste acordo ortográfico de 1990, lê-se no documento, no processo de ensino e aprendizagem revelou a existência de constrangimentos que podem, no futuro, dificultar a boa aplicação do acordo.

Há a necessidade de se estabelecer formas de cooperação efectiva entre a língua portuguesa e as demais línguas em convívio nos Estados membros, bem como detectaram que existe exiguidade de recursos financeiros para
a elaboração dos vocabulários ortográfico nacionais nos Estados membros que ainda não o conceberam.

Os ministros recomendaram ao secretario executivo da CPLP que, no âmbito do acordo geral de cooperação no concernente à defesa e promoção da língua, se formatem projectos a serem financiados pelo fundo especial da CPLP ou por outros fundos adstritos ao desenvolvimento da cooperação no âmbito nacional, bilateral, multilateral, com vista a elaboração dos vocabulários ortográficos nacionais.

Incumbir o secretariado técnico permanente (Portugal, Angola e Moçambique) para, junto e com o apoio do Conselho Cientifico do IILP e de instituições académicas dos Estados membros, realizar um diagnostico relativo
aos constrangimentos e estrangulamentos na aplicação do acordo ortográfico de 1990.

De acordo com o documento, acções conducentes à apresentação de uma proposta de ajustamento de acordo ortográfico de língua portuguesa devem ser também incumbidas ao secretariado técnico.

Alargar experiências de cooperação bilateral bem sucedidas a projectos de cooperação multilateral, garantindo-se recursos que viabilizem referidos projectos, assim como reafirmar o ensino técnico profissional como ensino de eleição para uma maior empregabilidade, desenvolvimento económico e consequentemente redução da pobreza nos Estados da CPLP.

Lê-se ainda no documento final, a fomentação do intercâmbio de experiências, boas praticas e informações entre instituições dos Estados membros responsáveis pela avaliação dos respectivos sistemas educativos, com
vista ao estabelecimento de um mecanismo que viabilize formas de avaliação transversal dos sistemas ao nível da comunidade.

Vai também promover troca de experiência, boas práticas e informações entre instituições activas no domínio da formação de professores, tendo em vista o aperfeiçoamento constante dos docentes dos referidos Estados.

Estabelecer um mecanismo de facilitação da comunicação entre Estados membros, no quadro da cooperação em matéria educativa, com recurso ao grupo executivo da educação, bem como criar condições com vista ao
estabelecimento de uma rede de instituições publicas de ensino superior na CPLP, numa perspectiva de cooperação multilateral.

No âmbito de geminação de escolas, verificar os constrangimentos no desenvolvimento da geminação electrónica de escolas de comunidade e estabelecer o programa CPLP nas escolas, assim como estabelecer as olimpíadas de matemática e criar condições para a partipação dos jovens nestas actividades.