News & Announcements

25/03/2012: Comunidade convidada a contribuir para reconciliação e reconstrução

Comunidade convidada a contribuir para reconciliação e reconstrução
Paris (Do enviado especial) – O ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoti, convidou sábado passado, em Paris, a comunidade angolana em França a contribuir para o processo de reconciliação e reconstrução nacional em curso no país.
Falando num encontro com representantes da comunidade, cerca de 300 convidados, o chefe da diplomacia angolana fez referência ao processo de desenvolvimento do país, consubstanciados nos feitos dos últimos 10 anos de paz.
Falou igualmente dos preparativos do processo eleitoral a decorrer este ano, tendo informado que o mesmo não será extensivo às comunidades no exterior por haver ainda necessidade de alguns acertos de vária ordem, entre
técnico e logístico.
Referência especial mereceu, neste encontro, ao papel do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, na encarnação em todos os cidadãos da consciência nacional, tendo como base o espírito de reconciliação
nacional.
Relativamente ao processo de reconstrução nacional, o governante fez alusão a reabilitação de infra-estruturas diversas, desde escolas, hospitais, até a rede rodoviária, ferroviária e aeroportuária em todo o país.
O encontro, realizado na sede da Missão Diplomática de Angola em França, visou, na generalidade, sensibilizar todos os angolanos sobre a necessidade de participação nos mais variados processos que vão permitir o desenvolvimento do país, independentemente da sua sensibilidade política ou vocação profissional, além da cor.
Angola está a vossa espera. Está aberta para todos vocês. Chegou o momento para que cada um possa colocar a sua pedra neste processo de reconstrução nacional”, realçou o chefe da diplomacia angolana, indicando que o
país está completamente diferente desde o alcance da paz.
Reconhecendo o talento e as qualidades profissionais dos angolanos em França, Georges Chicoti disse esperar que as mesmas sejam aplicadas no sentido do desenvolvimento de Angola.
Voltando ao processo eleitoral, Georges Chicoti convidou a comunidade em França a “sentir-se cada vez mais engajada no processo político e sobretudo na reconciliação nacional”.
Todos estes esforços, segundo afirmou, vão no sentido de melhorar, cada vez mais, o modo de vida de cada angolano nos seus mais variados domínios.
No último de quatro dias de trabalho em Paris, o chefe da diplomacia angolana disponibilizou-se e manteve encontros informais com vários membros da comunidade angolana em França, que se mostraram satisfeitos pela
iniciativa e abertura na abordagem das várias questões colocadas, segundo constatou a ANGOP.
Georges Chicoti iniciou a sua visita na passada terça-feira, a convite do seu homologo francês, Alain Juppé.
A sua delegação integrou directores do MIREX, nomeadamente, Teodolinda Coelho, Joaquim de Espirito Santo, e Mário Constantino, além do embaixador em França, Miguel Costa, o representante permanente junto da UNESCO,
Sita José, o Cônsul-geral em Paris, Manuel António, entre outros diplomatas.