News & Announcements

22/03/2012: Georges Chikoti encontra-se com Alain Juppé no terceiro dia de visita

Georges Chikoti encontra-se com Alain Juppé no terceiro dia de visita
Paris (Do enviado especial) – No terceiro dia da sua primeira missão oficial à França, o chefe da diplomacia angolana, Georges Chikoti, encontrou-se ao princípio da tarde de hoje, quinta-feira, com o seu homólogo local, Alain Juppé, com quem abordou assuntos relacionados com o estado actual da cooperação.
Durante o encontro foram analisados diversos aspectos da cooperação bilateral, fundamentados os de carácter político e económico que vão permitir o lançamento das bases para o relançamento das relações bilaterais que
são de longa data.
Em declarações à imprensa, o chefe da diplomacia angolana considerou ter sido “um encontro muito fraterno que permitiu a possibilidade de se analisar todo o contexto da nossa cooperação política e económica e concluímos que os países têm de fazer um pouco mais para melhorar as condições desta cooperação”.
No caso, fez referência particular aos empresários franceses que têm um interesse muito grande em investir em Angola.
“No plano político, concluímos a necessidade de termos mais visitas”, afirmou.
No entanto, num comunicado distribuído hoje, em Paris, o Ministério das Relações Exteriores refere que os dois reafirmaram a intenção de se criarem mecanismos que permitam o aprofundamento do diálogo sobre as questões
de interesse comum no domínio da política internacional.
Faz igualmente referência a necessidade de criação de condições para juntos encararem os desafios que se colocam à comunidade internacional, na perspectiva de adopção de uma parceria estratégica.
No âmbito da sua visita, o governante angolano manteve quarta-feira encontros com o presidente da Assembleia Nacional, Bernard Accoyer, com o líder do grupo de Amizade França/África Austral do Senado, Joel Bourdin, e
proferiu uma palestra dirigida aos funcionários de nomeação central da Missão diplomática, do Consulado-geral e da UNESCO.
Nesta palestra, testemunhada por representantes de várias missões diplomáticas acreditadas em Paris, o chefe da diplomacia angolana fez uma retrospectiva “clara e objectiva”, segundo algumas fontes ouvidas pela ANGOP, dos caminhos por que passou Angola de “Bicesse” à Paz de Abril de há 10 anos.
A dissertação do ministro Georges Chikoti foi extensiva ao papel do Executivo na pacificação da região da SADC e outras do continente, até ao seu papel enquanto membro das Nações Unidas.
De parte não ficaram as suas acções para a ajuda que tem prestado aos “países irmãos” necessitados, ao papel da China no processo de reconstrução nacional e os preparativos para as terceiras eleições democráticas,
previstas para este ano.
Esta é a primeira vez que o ministro das Relações Exteriores de Angola visita a França.