News & Announcements

26/02/2012: Secretário-geral da ONU já em Luanda

Secretário-geral da ONU já em Luanda
Luanda – O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, neste domingo, a Luanda,
para uma visita de trabalho.
No Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, Ban Ki-moon e a delegação que o acompanha receberam cumprimentos de boas vindas do ministro angolano das Relações Exteriores, George Chicoti, e de altos funcionários das Nações Unidas em Angola.
Proveniente da República Unida da Tanzânia, o secretário-geral da ONU vai cumprir uma vasta agenda de trabalho que inicia ainda hoje com um encontro com os funcionários das Nações Unidas no país e logo de seguida uma recepção informal com o corpo diplomático e organismos internacionais acreditados em Angola.
Fundada em 1945 e que agrega 193 estados-membros, a Organização das Nações Unidas ou simplesmente Nações Unidas (NU), é uma estrutura internacional cujo objectivo declarado é facilitar a cooperação em
matéria de direito internacional, segurança internacional, desenvolvimento económico, progresso social, direitos humanos e a realização da paz mundial.
A organização está dividida em instâncias administrativas, a Assembleia-geral (assembleia deliberativa principal); o Conselho de Segurança (para decidir determinadas resoluções de paz e segurança); o Conselho Económico
e Social (para auxiliar na promoção da cooperação económica e social internacional e desenvolvimento); o Secretariado (para fornecimento de estudos,informações e facilidades necessárias para a ONU), o Tribunal Internacional de Justiça (o órgão judicial principal).
Para além deste existem os órgãos complementares de todas as outras agências do Sistema das Nações Unidas, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Programa Alimentar Mundial (PAM) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
A figura mais publicamente visível da ONU é o secretário-geral, o sul coreano Ban-Ki- moon, que substituiu em 2007 o ghanense Kofi Annan.
Esta é a segunda visita de um secretário-geral das Nações Unidas a Angola, nos últimos dez anos.