News & Announcements

15/02/2012: Georges Chikoti participa na reunião do ISPDC

Georges Chikoti participa na reunião do ISPDC
Luanda - O ministro angolano das Relações Exteriores, Georges Rebelo Pinto Chikoti, participou, no passado dia 12 do corrente mês, na Cidade do Cabo, República da África do Sul, na reunião do Comité Extraordinário de Políticas e Diplomacia Inter-Estatais (ISPDC), que analisou, entre outras questões, o resultado das eleições da Comissão da União Africana (UA) e o desenvolvimento político no Madagáscar.
De acordo com uma nota de imprensa do Ministério das Relações Exteriores a que a Angop teve hoje, quarta-feira, acesso, a SADC continua comprometida e unida ao seu candidato a presidência da Comissão da UA,
Nkosazana Dlamini Zuma, ministra do Interior da República da África do Sul.
No encontro foi recomendado que o comité Ad-hoc de oito chefes de Estado e governos deve reunir-se com urgência para abordar as questões relativas às próximas eleições dos membros da Comissão da UA, de acordo com as
orientações da Cimeira da União Africana decorrida no dia 30 de Janeiro de 2012.
A nota refere que a República de Angola, na qualidade de presidente da SADC, vai representar a região no Comité dos Oito.
“A SADC continua a apoiar o princípio da maioria de dois terços (2/3) para a eleição do membros da Comissão da UA, de acordo com a Regra 42 das Regras de Procedimento da Assembleia da União, assim como exorta a
Assembleia da UA a concluir com urgência o processo eleitoral para a eleição do Presidente da União Africana", lê-se no documento.
A fonte realça que com relação ao processo em curso no Madagáscar, o Comité Extraordinário de Políticas e Diplomacia Inter-Estatais reafirmou o significado do Guia de Orientações como o único mecanismo para
resolver a crise política actual nesse país.
O Comité Extraordinário de Políticas de Diplomacia Inter-Estatais exortou a todos os participantes malgaxes a aderirem á Carta e ao espírito do Guia de Orientações assinado e à sua implementação.
Exortou, por outro lado, os participantes malgaxes a acelerar o processo de implementação do plano de acções futuras para que a SADC levante as sanções sobre Madagáscar.