News & Announcements

22/06/2017: Desminagem joga papel fundamental no desenvolvimento do país - Ministro

Desminagem joga papel fundamental no desenvolvimento do país - Ministro

Luanda - O ministro e Chefe da Casa Civil do Presidente da República, Manuel da Cruz Neto, afirmou esta quinta-feira, em Luanda, que a reconstrução e o desenvolvimento económico do país não poderiam ser possíveis em Angola quando ainda possuía milhões de minas implantadas no fim do conflito armado, em 2002.

O governante discursava em representação do Chefe Estado Angolano, José Eduardo dos Santos, na abertura da Conferência Nacional de Desminagem, que decorre na capital do país de 22 a 23 do mês em curso sob o lema "Angola livre de minas, rumo ao desenvolvimento".

Referiu que, neste contexto, impunha-se desminar o território para tornar possível a construção e recuperação de infra-estruturas, a produção agrícola e pecuária e a edificação de outros equipamentos necessários para a materialização de projectos e programas de iniciativa pública e privada.

Disse que, aliado a este facto, impunha-se impedir que houvesse mais vitimas no pós-guerra, quer em termos mortais quer no que respeita a deficientes físicos.

"Foram, assim, criadas instituições e estruturas, tais como o INAROE ( Instituto Nacional Intersectorial de Remoção de Objectos Explosivos) e posteriormente a Comissão Nacional Intersectorial de Desminagem e Assistência Humanitária e a Comissão Executiva de Desminagem, que  junto dos  parceiros internacionais procederam à elaboração de croquis de localização de campos e grupos de minas instalados no país e ao controlo dessas áreas para a neutralização e destruição das minas e de outros engenhos explosivos remanescentes da guerra", sublinhou.

Manuel da Cruz Neto considerou que a desminagem foi uma tarefa gigantesca que exigiu o dispêndio de elevadas verbas, a formação técnica  de especialistas na matéria e o estabelecimento e implementação no tempo e no espaço de vários programas.

Reiterou disponibilidade do Executivo em continuar a desenvolver mais esforços no sentido de ver Angola totalmente livre desse flagelo, a fim de se enterrar definitivamente as lembranças trágicas da  guerra.

Na conferência estão a ser abordados temas como a situação geral da desminagem, o impacto da desminagem na diversificação da economia, a assistência e reinserção às vitimas de minas.

Educação e prevenção sobre o risco de minas,  financiamento do programa nacional de desminagem e cumprimento da Convenção de Otawa e dimensão internacional do programa de desminagem são temas igualmente em abordagem.

Participam na conferência representantes de várias organizações internacionais que participam no processo de desminagem em Angola, sapadores das 18 províncias do país, membros do Executivo, entidades eclesiásticas, entre outras individualidades.