News & Announcements

16/10/2015: Angola/Namíbia: Comissão Mista permite incremento de relações - Ministro da Defesa

Angola/Namíbia: Comissão Mista permite incremento de relações - Ministro da Defesa
João Lourenço falava na cerimónia de abertura da 19ª Reunião Ministerial da Comissão Mista de Defesa e Seguraça entre os dois países, que iniciou na manhã de ontem.

 

No dizer do dirigente angolano, a situação ao longo das duas fronteiras é calma e a circulação continua aumentar na medida em que os mecanismos adoptados pelos dois países têm sido funcionais.

O governante acrescentou que se deve continuar a aprimorar as relações de boa vizinhança e de convergência de ideas para tornar mais forte e consistente a acção comum de defesa e segurança, cuja reunião tem lugar numa altura em que a economia mundial atravessa um periodo muito complexo e que tem incidências difíceis para todos os países africanos.

No caso particular de Angola, pela sua dependência ao petróleo, sustentáculo estratégico para o fomento de desenvolvimento, a baixa considerável do seu preço no mercado internacional motiva a adopção de políticas públicas com vista à diversificação da economia, e que conhece resultados positivos.

É atravez da diversificação da economia do país que certamente serão aumentadas as relações económicas com a Namibia e provavelmente pela via da intenficação do comércio legal transfronteiriço, turismo, trocas culturais, entre outros, explicou.

Segundo o ministro, o mais importante agora é criar condições e factores estratégicos necessários para que o clima de crescimento e de progresso prevaleça.

"Um desses factores está seriamente ligado à segurança interna e com os vizinhos, entre os quais a Namibia, pelo que a atenção ao desenvolvimento das nossas Forças Armadas continua e continuará a ser uma prioridade da agenda estatal", salientou.

De acordo com o titular da pasta da Defesa, as Forças Armadas Angolanas continuam a experimentar um sério e profícuo processo de reestruturação, de modo a adequar-se aos objectivos estratégicos da defesa nacional para salvaguardar a paz.

"Estamos pois cada vez mais seguros de que o processo de consolidação da paz, da democracia e da reconciliação nacional em que as FAA participam actualmente constitui um factor catalizador do progresso e estabilidade do país", disse.

Finalmente, João Lourenço disse que se deve continuar a aprofundar o estudo e a análise das ameaças que constituem a imigração ilegal, o tráfico de seres humanos, a pirataria marítima e o terrorismo, arquitectando estratégias, cada vez mais alargadas.

Por outro lado, o Ministro da Defesa da Namibia, Penda Ya Ndakolo, ao proceder à abertura da cerimónia, considerou igualmente calma e estável a situação da Namíbia, devido à vigilância e eficiência dos orgãos de Defesa e Segurança.