News & Announcements

16/09/2015: Ministro diz que recordar Agostinho Neto é homenagear uma figura incontornável

Ministro diz que recordar Agostinho Neto é homenagear uma figura incontornável

Luanda - O ministro da Saúde, José Van-Dúnem, considerou nesta, terça-feira, em Luanda, que recordar, actualmente, o primeiro Presidente de Angola, Agostinho Neto, é homenagear uma figura incontornável da história do país independente e soberano.

Ao falar na  conferência  sobre "Agostinho Neto, Médico  e Humanista", promovida pelo Comité Provincial de  Especialidade  dos Médicos do MPLA,  José  Van-Dúnem realçou ainda  que abordar sobre  Agostinho Neto, é  reconhecer a sua  estatura  multidimensional,  como  politico,  combatente  pela liberdade  dos povos oprimidos,  homem  de cultura  e de ciência.

"Como  patriota, Neto deixou  marcas  indeléveis nesta  Angola  de todos  nós  de que  não só  nos orgulhamos  como  termos  a obrigação de preservar",   enalteceu  José  Van-Dúnem.

Perande   membros  do  Bureau  Político do MPLA,  médicos de  diversas especialistas,  estudantes  universitários e do ensino  geral,  o governante referiu  ainda que  os  ideiais  de Agostinho Neto tiveram sempre  uma  respectiva  clara  relativamente  aos  direitos  e desenvolvimento da crianças , pressupostos  fundamentais  para  a construção  de uma nação  sã e feliz.

Com  base  na  trajectória  vivenciada  pelo  então Presidente  de  Angola,  o ministro destacou  as  preocupações de Agostinho Neto em torno  da  justiça  que influenciaram a Constituição  da República  Popular  de  Angola  de 1975, que consagra  a saúde  como  um  direito  de todos  os  angolanos  e  a idealização de um  serviço nacional  de saúde  gratuito   universal.

"Esta  visão  de Neto  torna  Angola  num  Estado  impulsionador  de alta em 1978, em que  se proclamaram  os cuidados  primários  da saúde para  cobrir  os principais  problemas de saúde  que afectam  uma parte  importante da população mundial, assente  no lema Saúde para todos  até  ao no  de 2000",  reconheceu.

Acrescentou que o  serviço nacional de saúde, ora  criado, afirmou-se hoje,  nas modernas  linhas  estratégicas  de produção  da saúde  e prevenção  da doença, sobretudo  no apelo  a hábitos  de vida saudáveis, à participação  das comunidades  e de  outros  sectores, para que se possa manter  uma abordagem  assertiva  sobre  os determinantes sociais.

José  Van-Dúnem concluiu que  com o Presidente  Agostinho Neto, a  educação e o ensino  constituíram  uma pedra  angular  da construção  do novo  Estado,  tendo  sob sua  orientação e inspiração.

Agostinho Neto  era  médico  de formação e tinha  na sua  essência  um profundo  sentido de patriotismo, de nacionalismo,  de  humanismo, com visão virada para a resolução  dos problemas  mais prementes  da população, enfatizou.

O  evento, que reuniu  centenas  de participantes, decorreu  no  Memorial António  Agostinho Neto, em Luanda.