Press Release

15/04/2015: EMBAIXADA DE ANGOLA NOS EUA CONSTERNADA COM O FALECIMENTO DO EMBAIXADOR DEJARNETTE

É com profundo pesar que a embaixada de Angola nos EUA tomou conhecimento do falecimento do primeiro embaixador dos Estados Unidos em Angola, Edmund DeJarnette, Jr.
Assistiram as exéquias fúnebres realizadas no fim-de-semana na cidade de Ashland, Estado de Virgínia Agostinho Tavares, embaixador de Angola nos EUA e Júlia Machado, cônsul geral de Angola em Houston, Texas.
Amigo do nosso país, o embaixador DeJarnette deixa para trás um legado que teve um impacto muito positivo no fortalecimento das relações diplomáticas entre Angola e os EUA, bem como a promoção dos laços comerciais entre os dois países.
Falecido no passado dia 6 de Abril, por motivos de doença, Edmund Tompkins DeJarnette, Jr., foi o fundador da Associação de Energia EUA-África, que tornou possível à Houston Express, um serviço de voos charter directos entre os EUA e Angola criada para o petróleo e indústria de gás.
Com a cooperação da Sonangol,  empresa nacional de petróleo de Angola e em parceria com a sua subsidiária SonAir, fundou em 2009 a companhia aérea SonAir EUA da qual foi PCA e presidente até 2012.
Igualmente foi eleito presidente da Shore de Exploração e Produção, uma corporação do Estado americano de Virginia, em 2012.
DeJarnette Edmund Tompkins Jr., nasceu em Richmond, Virginia aos 15 de Janeiro de 1938. Diplomata especializado em assuntos africanos, exerceu a carreira diplomática de 1960 a 1968, a serviço do governo dos Estados Unidos da América.
De 1964 a 1995, exerceu o cargo de embaixador do seu país em vários países do continente africano, nomeadamente Níger, Gabão, Senegal, República Centro Africana e Tanzânia.
O embaixador DeJarnette foi nomeado durante o mandato do presidente Clinton, o primeiro embaixador dos EUA na República de Angola.
O malogrado, recebeu várias condecorações e distinções, incluindo a Ordem do Leão do Senegal, a Ordem do Mérito Centrafricain da República Centro-Africano e o Honor Award distinguido do Departamento de Estado dos EUA.
Edmund DeJarnette, Jr. deixa viúva a Sra. Katia Escartin DeJarnette e dois filhos.