News & Announcements

06/04/2015: Humanização dos serviços de saúde passa pela formação contínua - admite governante

Humanização dos serviços de saúde passa pela formação contínua - admite governante

Luanda - A melhoria da humanização dos serviços de saúde nas unidades sanitárias passa pela formação contínua dos profissionais, virados para respostas das principais demandas , afirmou hoje, segunda-feira em Luanda, o ministro da Saúde, José Van-Dúnem.

Para o governante, que falava na abertura da Semana de Humanização, que decorre sob o lema “Um acto de cidadania  e dignidade no cuidar”, a humanização passa igualmente pela criação de condições de trabalho que diminuam o stress dos trabalhadores, propondo a sua disposição meios, equipamentos e interacção entre a equipa.

“Percorremos um longo caminho da procura da melhoria da oferta dos cuidados de saúde, mas não atingiremos tal objectivo se não formos capazes de dar o salto que significa a humanização dos serviços que temos que prestar”, reforçou.

Para si, ao analisar-se os avanços que se fizeram no sector da saúde, ainda persiste como ponto negativo  a questão do "desrespeito pelos utentes, principalmente em unidades hospitalares aonde o banco de urgência sofre bastante pressão".

Adiantou também que não é possível  se falar em humanização se não  se investir  fortemente na qualificação dos profissionais e acções de formação contínua, viradas para a resolução dos principais problemas que demandam a atenção desses profissionais, dando-lhes a capacidade para dar resposta equilibrada, tranquila que vá corresponder a expectativa de quem procura os serviços .

O técnico de saúde, frisou, deve colocar-se no lugar de quem procura tratamento médico para ver como gostaria de ser tratado e ver a maneira de como são recebidos.

Explicou que o objectivo da humanização é aumentar a interacção da equipa, a formação dos profissionais e a capacidade de comunicar com dignidade quem procura os vossos serviços influenciando significativamente.

“Daqui para frente vamos nos comprometer todos os anos fazer uma semana para reflectirmos que passo deu e os que vamos dar para continuar este processo para a melhoria dos cuidados de saúde”, proferiu.

Salientou que a humanização é um processo no quadro da procura da excelência, pois só se  oferece  serviço de qualidade quando  se tiver  a capacidade de aumentar o diálogo ao nível das equipas fazendo-o com que os que sabem mais possam ensinar os que sabem menos, tendo em conta que o final é garantir os cuidados e humanizar os utentes.