Press Release

02/04/2015: EMBAIXADOR NOS EUA E DIPLOMATA AMERICANA ANALISAM COOPERAÇÃO BILATERAL

EMBAIXADOR NOS EUA E DIPLOMATA AMERICANA ANALISAM COOPERAÃÃO BILATERAL

Washington - O embaixador de Angola nos Estados Unidos da América, Agostinho Tavares, recebeu segunda-feira a sua homóloga norte-americana Helen Meagher La Lime, com quem passou em revista aspectos ligados à cooperação bilateral, no âmbito da parceria estratégica existente entre Angola e os EUA.

Após ter visitado as instalações da Embaixada de Angola em Washington D.C., a embaixadora americana em Angola participou num encontro presidido pelo diplomata angolano e contou com a presença dos cônsules-gerais nos EUA, nomeadamente Adão Pinto (de Nova Iorque), Júlia Machado (Houston) e Martinho Codo (Los Angeles), coronel Eduardo Neto, adido de Defesa na chancelaria militar junto à Embaixada, representantes da ANIP e Comercial, bem como diplomatas seniores da missão diplomática e consulados gerais.

A embaixadora dos Estados Unidos em Angola, Helen La Lime, reconheceu a importância do papel e apoio que Angola está a prestar às Nações Unidas, no âmbito da pacificação da Região dos Grandes Lagos e da República Centro-Africana, e a consequente disponibilização de forças para a manutenção da paz naquele país, tendo a diplomata americana considerado que Angola continua a ocupar a liderança em questões de segurança na região.

Durante o encontro, os dois homólogos passaram igualmente em revista aspectos relacionados com os esforços e a contribuição do país para a pacificação na RD Congo. Angola anunciou em Setembro de 2014 a sua disponibilidade em enviar para a República Centro-Africana uma força de cerca de dois mil efectivos.

A diplomata mencionou o reconhecimento do enviado especial dos Estados Unidos para a Região dos Grandes Lagos, Russell Feingold, pelo “trabalho excepcional” de Angola na solução da crise política e militar da Região dos Grandes Lagos, com principal incidência na RD Congo e destacou também a participação de Angola nos exercícios do Golfo da Guiné para corresponder à vontade dos Chefes de Estado e Governo de garantir no mar e terra a segurança para todos os utilizadores.

No encontro foram igualmente abordados aspectos ligados a outras àreas do díalogo estratégico entre os dois países, nomeadamente nos domínios consular, agrícola, comercial, da saúde, energia e diversificação da economia do nosso país.

No que diz respeito ao sector do comércio, ambos analisaram assuntos relacionados com a Lei para o Crescimento e Oportunidade de África (AGOA) e concordaram que os Estados Unidos devem alargar o intercâmbio comercial com Angola, além deste instrumento, de modo a abranger o desenvolvimento do sector privado, pondo em contacto pequenas e médias empresas nos dois países.

“Não se consegue desenvolver uma classe média forte, uma economia e um país estável sem uma classe média significativa. É preciso ter esta base tributária. Também não se consegue desenvolver uma base tributária se não houver emprego e negócios que possibilitem isso. Assim, o desenvolvimento de um sector privado viável é da maior importância”, afirmou a embaixadora dos EUA em Angola, referindo que contactos permamentes têm sido mantidos com o Ministério do Comércio angolano ao mais alto nível.

Helen La Lime manifestou a sua satisfação pela recente revisão que o Executivo angolano fez ao OGE/2015 para ajustar a política fiscal às novas perspectivas de programação macro-económica, fundamentando-se nos mais recentes desenvolvimentos de enquadramento internacional, sobretudo a baixa do preço do petróleo.

Agostinho Tavares considerou muito importante o envolvimento dos parceiros americanos na formação e capacitação de quadros angolanos, no sector agrícola, pois os EUA estão interessados na parceria estratégica em promover a troca de experiências entre estabelecimentos de ensino superior de ambos os países, o que vai criar emprego.

A diplomata norte-americana entregou as cartas credenciais ao Presidente José Eduardo dos Santos, a 18 de Julho de 2014. Antes, exerceu a função de directora no Comando Militar dos Estados Unidos para África em Estugarda, Alemanha, onde trabalhou em programas de cooperação militar dos Estados Unidos para África. Helen Meagher La Lime foi confirmada pelo Senado americano como embaixadora dos Estados Unidos para Angola em Maio de 2014.