News & Announcements

09/03/2015: Aberto fórum de negócios Angola/Japão para relançar cooperação

Aberto fórum de negócios Angola/Japão para relançar cooperação

Luanda - Trinte e sete empresas japonesas dos mais variados sectores da actividade económica participam desde hoje, segunda-feira, em Luanda, num Fórum de Negócios Angola/Japão, com vista a reforçar a cooperação entre os dois países.

Durante três dias (9, 10 e 11), a delegação japonesa de homens de negócios compostos por 117 integrantes, representados por empresas como o maior Banco do mundo (Mitsubishi), o Banco de Cooperação internacional Japonês e outros, assim como companhias farmacêuticas, agro-indústria e indústrias vocacionadas ao fabrico de barcos e aviões pesados.

Os empresários angolanos esperaram que estas empresas, com vasta experiência e know how, possam participar activamente no processo de diversificação da economia em curso no país.

No fórum vão ainda ser promovidas conferências, reuniões singulares de redes de trabalho, permitindo uma interacção entre companhias angolanas e japonesas, encontros separados com ministros de vários sectores de actividades, bem como discutidos temas inerentes as relações económicas entre Angola e o Japão.

Consta ainda do programa, dissertações sobre as oportunidades de investimentos nos mais variados sectores: petróleo e gás, agro-negócios, transporte e logística, turismo, energia e águas, indústria, geologia e minas, entre outros.

Criar um quadro de informação e dados diversos que permitirá a interacção de decisões e políticos empresariais, instituições financeiras e agências para a promoção de investimento entre os dois países, fazem ainda parte do fórum.

As autoridades angolanas expõem neste fórum as potencialidades que Angola oferece para a construção de uma parceria segura entre os investidores nacionais e japoneses.

Relativamente às trocas comerciais entre os dois países, em 2013 o Japão exportou para Angola produtos industriais avaliados em 280 milhões de dólares, como veículos, materiais metálicos e equipamentos, enquanto os japoneses importaram de Angola petróleo bruto no valor de 376 milhões de dólares.

Japão exporta essencialmente para Angola maquinaria e Angola vende ao mercado japonês petróleo e gás.

Aquele país asiático apoiou a candidatura de Angola ao Conselho de Segurança e Angola apoiou Japão na sua candidatura para a eleição de um Juíz no Tribunal Penal internacional (TPI).