News & Announcements

28/01/2015: Diplomata angolano homenageado pela Câmara de Comércio EUA - Angola

Diplomata angolano homenageado pela Câmara de Comércio EUA - Angola

Washington - O embaixador angolano nos Estados Unidos da América, Agostinho Tavares, foi o orador principal na reunião da Câmara de Comércio EUA -Angola, que ocorreu terça-feira, no University Club em Washington, D.C.

De acordo com uma nota da representação diplomática angolana naquele país, no evento, de periodicidade anual, os membros do Conselho de Administração daquela organização procederam à revisão do seu plano de trabalhos, bem como a eleição do novo órgão reitor das suas actividades.

Entre os novos membros, eleitos para um mandato de um ano que terminará em Janeiro de 2016, estão o Banco Privado Atlântico (BPA), The Dow Company, GE, LCF & Associados, PetroAfrica e Standard Bank.

Por outro, foram reconduzidos como membros do Conselho para mais um mandato de três anos o Banco Angolano de Investimentos (BAI), Banco Fomento Angola (BFA), BP, Chevron, ExxonMobil, e GoodWorks International.

O mandato destas companhias terminará em Janeiro de 2018. O novo Conselho reconfirmou a Chevron como PCA, a BP foi eleita Vice-Presidente, a ExxonMobil como Secretário e o Banco Angolano de Investimentos (BAI) como Tesoureiro.

Na sua alocução, Jeannine Scott, presidente da Câmara de Comércio EUA -Angola, deu as boas vindas ao embaixador Agostinho Tavares em nome dos membros da instituição que dirige, cujo principal objectivo é a promoção da imagem do nosso país na sociedade dos EUA, no sentido de informar sobre as oportunidades de investimento actuais, despertando assim o interesse de companhias americanas de renome e homens de negócios a investirem em Angola.

A intervenção do diplomata angolano foi antecedida pela projecção de um vídeo que mostra as potencialidades que o país oferece nos vários sectores da vida nacional e os principais objectivos do Plano Nacional de Desenvolvimento (PND), 2013-2017.

Plano Nacional de Desenvolvimento é considerado o veículo principal que, à luz da Estratégia Angola 2025, deverá orientar e intensificar o ritmo e a qualidade do desenvolvimento em direcção ao rumo fixado pelo Executivo Angolano.

A tónica principal do discurso proferido pelo diplomata angolano esteve virada para a importância do investimento privado no desenvolvimento de Angola.

No seu discurso, o embaixador Agostinho Tavares abordou os planos do governo angolano para a diversificação da sua economia e prometeu procedimentos para a agilização de vistos aos empresários interessados em investir em Angola.

Agostinho Tavares enfatizou que “o actual ambiente de negócios que o nosso país oferece, para além das medidas tomadas pelo Executivo angolano, são condições indispensáveis para aumentar o investimento estrangeiro e, consequentemente, desenvolver o país”.

A estabilidade política e económica abriu novas e excelentes oportunidades de investimento, disse o embaixador Agostinho Tavares, recordando que o actual desenvolvimento económico do país é acompanhado por uma política externa bem projectada para permitir que as empresas públicas  encontrem um maior espaço no mercado internacional, e que Angola possa atrair mais investidores estrangeiros.

Para o embaixador, a abertura de escritórios dos Departamentos de Comércio e da Agricultura dos EUA na embaixada Americana em Luanda, assim como a reactivação do Acordo de Comércio e Investimento (TIFA), no ano passado.

Isto, argumentou, comprovam a vontade de ambos os países de promover o aumento do comércio, direccionando assim um maior investimento para Angola em vários sectores da actividade económica, no sentido da prestação de um maior apoio para acelerar o peso do sector não - petrolífero na economia do país.

Salientou que as comissões e os acordos bilaterais existentes têm agregado mais valia à economia angolana, promovendo acções de diversificação  económica, a criação de emprego e de formação dos angolanos que o país precisa para os desafios futuros.

Assistiram ao evento, o PCA da Câmara de Comércio EUA -Angola, Mamadou Beye, o Director para África do EximBank dos EUA, Rick Anyiuoni, representantes das companhias Boeing, Exxon Mobil, BP, do EximBank dos EUA, Chevron, APR Energy, Banco Privado Atlântico, GoodWorks International, da ONG África Society, diplomatas, entre outros convidados.