News & Announcements

07/12/2011: Ministra da Família destaca projectos sociais de combate à fome e à pobreza

Ministra da Família destaca projectos sociais de combate à fome e à pobreza
Abu Dhabi (Do enviado especial) - A ministra da Família e Promoção da Mulher, Genoveva Lino, destacou hoje, em Abu Dhabi, os projectos levados a cabo pelo Executivo angolano com vista o alcance dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, sobretudo o objectivo número-1 que tem a ver com a redução da fome e da pobreza, que constitui o tema central da cúpula mundial da família.
A governante, que falava na plenária desta manhã, reservada a troca de experiências sobre a protecção social e a paz, no âmbito da Sétima Cimeira Mundial, disse, na ocasião, que contrariamente a recessão que se tem
verificado nas economias de outros países, Angola tem registado um índice de crescimento económico que posiciona o país ao lado das nações com maior taxa de crescimento no mundo.
Para si, este factor deve-se principalmente a paz conquistada em 2002 e também a reconstrução do país, onde grande parte das suas infra-estruturas estão a ser reconstruídas, criando oportunidades de emprego e
geração de renda para muitas famílias.
Na sua perspectiva, o problema da pobreza deve ser visto de forma integrada ou seja, a aproximação dos diferentes serviços sociais básicos as populações, bem como a promoção, incentive e diversificação da produção
Agrícola familiar, argumentou.
Genoveva Lino fez saber que, para melhor coordenação de todas as acções tendentes ao combate à pobreza, o executivo angolano tem vindo a implementar os Programas Municipais Integrados de Desenvolvimento Rural e de
Combate à Pobreza, tendo sido criada a Comissão Nacional de Luta contra a Pobreza.

No quadro destes programas em curso com impacto directos para a redução da pobreza e a melhoria das condições de vida das famílias destacou  os programas, “Água para Todos até 2012”, isto no sector das águas, “A
Estratégia de Segurança Alimentar e Nutricional “, na agricultura.

Outros programas que mereceram igual destaque na sua abordagem foram “O Programa Nacional de Urbanismo” do sector da Habitação e Urbanismo, que prevê a construção de 1 milhão de residências em todo o país, no
sector dos transportes, infra-estruturas básicas e logística, em que foram reabilitados e construídos 6 mil e 500 quilómetros de estrada, erguidas pontes, relançadas os caminhos-de-ferro, recuperados os aeroportos e incrementado o comércio e a logística.
A aprovação da Lei Contra a Violência Doméstica pelo Executivo, a  elaboração do Programa de Resgate de Valores Morais, Éticos e Culturais, o início da Revisão do Código da Família e a Promoção da igualdade de Género, vem também a complementar o leque de acções desenvolvidas pelo Governo após o alcance da paz definitiva no país, disse.
A ministra afirmou que todas estas acções combinadas permitiram que o país registasse, de forma gradual, uma baixa no índice de pobreza que se cifraram em 68 porcento em 2002 para 36,6 porcento em 2010,
segundo o Inquérito Integrado sobre o bem-estar da população (IBEP).
Sublinhou a necessidade, da conjugação de esforços e a concertação permanente entre todos os actores que ligados ao desenvolvimento, para que todos juntos possam combater a fome e a pobreza, criando um mundo mais
justo, pacificado e harmonizado.