News & Announcements

23/10/2014: Bolsa de Valores constitui ambiente de negócios adequado à inclusão financeira

Bolsa de Valores constitui ambiente de negócios adequado à inclusão financeira

Luanda - O presidente da Comissão de Mercados de Capitais (CMC), Archer Mangueira, considerou hoje (quinta-feira), em Luanda, que uma Bolsa de Valores constitui também um ambiente de negócios mais adequado para inclusão financeira cada vez maior da sociedade angolana, através de veículos de participação em organismos de investimentos colectivos.

De acordo com o gestor, que falava na abertura da Conferência Internacional sobre “A Importância do Mercado de Capitais nas Comunidades Emergentes”, com os persistentes baixos preços do petróleo no mercado internacional, torna-se mais oportuna a reflexão sobre o mercado de capitais como canal alternativo para financiar o desenvolvimento económico de Angola.

Archer Mangueira defendeu a adopção de boas práticas de governação corporativa, indispensáveis para aceder a mercados mais sofisticados, nomeadamente práticas de transparências no relato financeiro e de controlo interno e externo dos órgãos de gestão e das suas decisões.

Segundo o responsável, depois da entrada em vigor do primeiro pacote legislativo, que enquadra a actividade dos participantes do mercado e cria o segmento especial de dívida pública, está em curso a reforma fiscal indispensável ao desenvolvimento do mercado, assim como a finalização do código de valores mobiliários e a revisão da lei das instituições financeiras.

Lembrou que já foi constituída a Bolsa de Dívida e Valores de Angola, empresa de capitais públicos, que será a gestora dos mercados regulamentados.

Segundo o presidente do conselho de administração da CMC, Angola conta assim com um quadro regulatório e de supervisão do seu mercado de capitais, que acolhe os mais exigentes padrões internacionais, em linha com os princípios IOSCO Organização Internacional das Comissões de Valores.