News & Announcements

18/09/2014: Estádio Nacional da Cidadela acolhe encerramento do Fenacult2014

Estádio Nacional da Cidadela acolhe encerramento do Fenacult2014

Luanda- Vinte e cinco anos depois de ter acolhido a primeira edição do Festival Nacional de Cultura (Fenacult), o "mítico" Estádio Nacional da Cidadela, em Luanda, recebe neste sábado (20 de Setembro) o espectáculo de encerramento da edição 2014, com a participação, entre outros, de Bonga, Paulo Flores, W King, Os Lambas.

Construído na época colonial, o estádio, que passou por várias fases de remodelações, foi reinaugurado a 10 de Dezembro de 1981 pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, por ocasião dos II Jogos da África Central. O imóvel tem actualmente capacidade para cerca de 30 mil espectadores, dos 65 mil previstos.

Para o show de encerramento, o palco da Cidadela vai ainda receber Yuri da Cunha, Yannick Afro Man, Waldemar Bastos, Puto Português, Noite e Dia, Eddy Tussa, Própria Lixa, Pedro Cabenha.

Com a abertura dos portões marcada para as 16 horas e com entradas gratuitas, a organização do evento vai também contar com as participações de Baló Januário, Maya Cool, Calabeto, Carlos Lamartine, Lulas da Paixão, Konde, Legalise, Armanda Cunha, Ricardo Lenvo, Margareth do Rosário.

O guião artístico inclui ainda Sandokam, Os Kalibrados, Kid MC, Nelo de Carvalho, Gaby Moy, Isidora Campos e Tony Nguxi, as bandas Yeto, Maravilha, Olímpia, Zanje, Angola 70 e Afro Sound Star.

Num cardápio musical preparado para satisfazer todas as sensibilidades e gostos musicais, o palco do Estádio Nacional da Cidadela vai também testemunhar as exibições de Dérito, Proletário, Robertinho, Prado Paim, Zona 5, Mário Matadidi, Samanguana, Nono Manuela e Pepepito e Clara Monteiro.

Para além da música, o público terá igualmente a oportunidade de ver e ouvir ao vivo os grupos de dança Yaka, Mutuenu, Tunga Zola, Kilandukilo, Ombenbwa, Kamatemba, Akixi  Cianda, Semba Muxima.

Apostados em colocar ao dispor do público a diversidade cultural angolana, a organização do Fenacult levará também ao palco o humor  com a turma Cómica dos Segredos e Papa Ngulo e Xico Cachico.

No âmbito do Fenacult foram realizados os colóquios sobre a dimensão cultural do Presidente José Eduardo dos Santos e a Cultura Nacional.

O Fenacult serviu como ponto de promoção da coesão, unidade e da diversidade cultural de Angola, bem como da preservação e divulgação da identidade nacional.

Consta entre os  propósitos, revisitar o estado actual do sector cultural e dar oportunidade aos criadores angolanos de se apresentarem com um espírito de intercâmbio e de celebração cultural.

Destinado a homenagear o Presidente José Eduardo dos Santos, pelo seu papel na defesa da angolanidade, empenho e dedicação em prol da valorização e desenvolvimento das artes e da cultura angolana, o Fenacult congrega actividades relacionadas com as artes cénicas, dança, música, artes plásticas, literatura, entre outras modalidades.

O Executivo pretende ainda, com o Fenacult, desenvolver as premissas para a implementação da política cultural em interacção e articulação com o sector público, privado e o terceiro sector, divulgar e valorizar as artes e manifestações culturais, populares e tradicionais, o consumo e a valorização dos bens culturais nacionais, mediante a criação de redes culturais a nível local, nacional e internacional.