News & Announcements

20/07/2014: Vice-presidente da República desloca-se a Timor-Leste

Vice-presidente da República desloca-se a Timor-Leste

Luanda - O Vice-presidente da República de Angola, Manuel Domingos Vicente, desloca-se no próximo sábado a Timor Leste, para participar na X Conferência de Chefes de Estado e de Governos da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no dia 23 do corrente.

A informação vem expressa numa nota de imprensa dos Serviços de Apoio do seu Gabinete, chegada à Angop.

Na capital timorentese, Manuel Vicente vai representar o Presidente da República, José Eduardo dos Santos, no encontro de Cúpula, a decorrer sob o lema "A CPLP e a Globalização".

Concebida na base de laços históricos comuns, com ênfase para a Língua, com o ruir do império colonial português em África, em 1975, a organização foi instituída em 17 de Julho de 1996, por Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, juntando-se posteriormente Timor Leste.

Tem como objectivos gerais a concertação político-diplomática entre os estados membros, nomeadamente para o reforço da sua presença no cenário internacional, assim como a cooperação em todos os domínios, inclusive os da educação, saúde, ciência e tecnologia, defesa, agricultura, administração pública, comunicações, justiça, segurança pública, cultura, desporto e comunicação social.

A materialização de projectos de promoção e difusão da Língua Portuguesa consta dos objectivos preconizados.

A CPLP rege-se pelos princípios de igualdade soberana dos Estados membros, não-ingerência nos assuntos internos, respeito pela identidade nacional, reciprocidade de tratamento, primado da paz, da democracia, do estado de direito, dos direitos humanos e da justiça social.

O respeito pela integridade territorial, promoção do desenvolvimento e da cooperação vantajosa são também princípios inerentes à comunidade.

No acto cosntitutivo foram estabelecidos como órgãos, da CPLP, a Conferência de Chefes de Estado e de Governo, o Conselho de Ministros, o Comité de Concertação Permanente e o Secretariado Executivo.