News & Announcements

10/06/2014: Acordo de isenção de vistos Angola-França já vigora

Acordo de isenção de vistos Angola-França já vigora

Paris - O Acordo de isenção de vistos em passaportes diplomáticos e de serviço entre Angola e a França começou a vigorar desde 30 de Maio deste ano, quase cinco meses depois de ter sido assinado, em Paris, pelos ministros das Relações Exteriores angolano, Georges Chikoty, e dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius.

O acordo vigente é apenas aplicável aos titulares de passaporte diplomático ou de serviço e entra em vigor após ter sido ractificado pelo Conselho de Ministros de Angola em Fevereiro deste ano. Com isso, os agentes oficiais e diplomáticos de ambos Estados poderão permanecer e circular até 30 dias em território angolano ou francês.Este acordo foi assinado a 8 de Dezembro de 2013, à margem da cimeira do Eliseu sobre a Paz, Defesa e Segurança em África, e visa facilitar a circulação e fomentar a cooperação entre os dois Estados.

Na altura da sua assinatura, o ministro angolano das relações exteriores, Georges Chikoty, dissera:  "este acordo será vantajoso porque permite que os funcionários dos nossos países possam circular sem constrangimentos e possam negociar e implementar os acordos existentes em diferentes domínios".

Para o embaixador de Angola em França, Miguel da Costa, "este acordo é apenas um primeiro passo. Vamos continuar a trabalhar e encontrar um entendimento comum que facilite a circulação, sem grandes constrangimentos, para pessoas de outros sectores sócio-profissionais como empresários, artistas, desportistas e cientistas".

Segundo disse, as equipas técnicas dos dois países devem brevemente voltar a discutir essa questão.

Angola e a França relançaram a sua cooperação diplomática ao mais alto-nível com a visita oficial àquele país do Presidente José Eduardo dos Santos, entre os dias 28 e 30 de Abril deste ano.

Actualmente, a França é o terceiro maior investidor em Angola, mas o grande fluxo destes investimentos encontra-se concentrado no sector petrolífero. Por isso, o Presidente José Eduardo dos Santos, durante a sua recente estadia em Paris, convidou os empresários franceses a investir em outros domínios, em diapasão com os objectivos do Executivo que preconizam uma diversificação da economia nacional.

Angola e a França cooperam formalmente desde 1979 e desde então têm sido assinados acordos sectoriais de cooperação, o mais recente dos quais no domínio do ensino superior e da formação de quadros.