News & Announcements

28/05/2014: Aberta 64ª reunião do Comité Executivo da UPA

Aberta 64ª reunião do Comité Executivo da UPA

Luanda - A 64ª reunião do Comité Executivo da União Parlamentar Africana (UPA) iniciou nesta quarta-feira, no Palácio dos Congressos, em Luanda, onde se encontram delegados de 21 países.

Esta reunião preparatória do próximo encontro dos Líderes Parlamentares Africanos foi aberta pela presidente da Câmara dos Deputados do Rwanda e do Comité Executivo da UPA, Donatille Mukabalisa.

Ao proferir a mensagem de boas vindas, o presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, referiu que a realização desta actividade no país "constituiu um sinal claro do empenho do Parlamento angolano e dos parlamentos africanos na intensificação da cooperação inter-parlamentar africana".

Segundo o líder parlamentar, a presença dos vários delegados em Angola é "um gesto que manifesta solidariedade e confiança nas instituições representativas africanas e no trabalho que realizam visando o bem comum".

Já a presidente do Comité Executivo da UPA, Donatile Mukabalisa, felicitou Angola pela organização desse magno encontro, que fará, durante dois dias, uma análise da situação financeira da organização.

Para si, a participação dos Estados membros nesse encontro de Luanda reflecte o interesse que os seus países dão à UPA, tendo ressaltado os esforços que têm vindo a fazer para cumprir os objectivos definidos.

"A 64ª Sessão do Comité Executivo abre-se nesses termos, com vista a poder mostrar os importantes temas que serão abordados durante essa sessão, para o bem-estar da nossa união", declarou.

Por sua vez, a porta-voz da reunião, Albertina José,  explicou à imprensa que o grande objectivo desse  encontro é preparar a Assembleia Geral em que vão participar todos os presidentes da UPA.

Informou que a agenda de trabalhos prevê discussões sobre o ingresso de países que requereram a sua  participação na UPA e sobre a quotização dos parlamentos membros, além de unir todos os parlamentares africanos.

"O grande objectivo é unir todos os parlamentares  africanos,  visando  consolidar a paz, o desenvolvimento social da população africana e a diminuição dos conflitos na nossa região", explicou.

Adiantou que esta reunião de Luanda visa também  escolher o país que irá albergar a próxima sessão da UPA, a ser escolhido de uma leque de cinco países.

"Foram indicados cerca de cinco países e entre esses iremos eleger um para realizar a próxima Reunião  do Comité Executivo da União Parlamentar  Africana", sublinhou a deputada, da bancada do MPLA.

A parlamentar acrescentou que as recomendações saídas desta reunião serão levadas ao Comité da Reunião dos Presidentes das Assembleias Nacionais, que devem baixar as orientações para os seus países.

"Eles é que baixam as orientações aos países e os mesmos têm a obrigação de cumpri-las", vincou Albertina José, segundo a qual "muitos países estão empenhados em reduzir o estado de violência e de conflitos em alguns Estados africanos".

O acto de abertura foi assistido por deputados, membros do Executivo e outros convidados.

Participam desse encontro, entre outros, a comitiva da Argélia, Marrocos, Benin. Na capital do país está igualmente o secretário-geral da UPA, N'zi Koffi, o presidente do Conselho Nacional  da Namíbia, Taimi Itembu, a presidente do Senado do Zimbabwe, Edna Madzongwe, e o vice-presidente da  Assembleia da República do Mali, Guédiouma Sanogo.

Estão também em Luanda parlamentares do Togo, da Guiné Equatorial, do Burkina Faso, do Marrocos, do Sudão, do Senegal, da Etiópia e do Djibuti.

A União Parlamentar Africana, que conta actualmente  com 40 membros, foi criada em 1976, na sequência da  Declaração de Abidjan, assinada a 27 de Janeiro de  1975, na capital da Côte  d'Ivoire.

A organização tem como objectivo contribuir para o reforço do papel e do prestígio das instituições  parlamentares no Continente Africano e prioriza valores como a Paz, a Liberdade e a  Justiça.