News & Announcements

04/11/2011: Ministro da Economia quer gestores com capacidade de interacção com Executivo

Ministro da Economia quer gestores com capacidade de interacção com Executivo
 
Luena – O ministro da Economia, Abraão Gourgel, disse no Luena, que os presidentes dos conselhos de administração das empresas públicas devem estar dotados de competências e capacidades para interagir com o Executivo angolano visando a salvaguarda dos interesses das empresas.
 
Convidado a dissertar o tema “Os Contratos Programas na Gestão e Modernização das Empresas Públicas”, no VII Conselho do Ministério da Comunicação Social, que decorreu desde quinta-feira, no Luena, disse que devem ainda possuir habilidades e experiências que contribuam e respeitem as necessidades das empresas.     
 
“Queremos entidades que mesmo que não sejam administradores executivos sejam capazes de interagir com o Executivo, de fazer a ponte e capaz de dar tratamento às questões que os tecnocratas não serão capazes de o fazer”, disse.
 
Para o governante, os contratos/programas, a provação e aplicação do pacote legislativo do sector empresarial público trará muitos benefícios na medida em que vai permitir a gestão rigorosa dos fundos, a monitoria dos objectivos que inicialmente são apresentados, entre outros.
 
Os membros dos conselhos, de acordo ainda com o membro do Executivo angolano, devem possuir experiência da indústria da actividade intrínseca da empresa, além das finanças, contabilidade para se obter boas “competências balanceadas”, que permite ao conselho actuar como equipa.
 
“As habilidades e competências políticas não são úteis, mas são indispensáveis quando se trata de uma empresa pública de alguma dimensão”, argumentou, para lembrar que os conselhos de administração devem obedecer as competências multifacéticas, técnicas e políticas, sem descurar a independência do PCA e dos seus membros.