News & Announcements

22/05/2014: Ministério do Ambiente desaconselha compra animais selvagens vivos ou abatidos

Ministério do Ambiente desaconselha compra animais selvagens vivos ou abatidos

Luanda- A secretária de Estado para a Biodiversidade e Áreas de Conservação, Paula Francisco Coelho, aconselhou nesta quarta-feira, em Luanda, a população a evitar a compra de animais selvagens vivos ou abatidos por caçadores ilegais.

Segundo a responsável, que falava à Angop no âmbito do 22 de Maio, Dia Internacional da Biodiversidade, tal prática é contrária à conservação da biodiversidade e pode fomentar doenças na população.

"Esta pratica é  do conhecimento de todos os cidadãos, por isso todos devem contribuir para desencorajar a sua ocorrência", asseverou.

Sem precisar as zonas mais devastadas em termos de biodiversidade em Angola, Paula Francisco deu a conhecer que está em curso um programa biológico nacional que visa a inventariação dos recursos naturais biológicos.

"A recuperação das espécies deverá ser um programa contínuo e deve-se realçar o esforço já envidado sobre a recuperação da Palanca Negra Gigante, que se reproduz satisfatoriamente no Santuário erguido no Parque Nacional de Cangandala", adiantou.

No quadro da celebração do 22 de Maio, Dia  Internacional da Biodiversidade, Paula Francisco Coelho apelou à população para  que reduza a utilização  dos recursos naturais, especialmente os marinhos, para a salvaguarda e segurança alimentar.

"Pedimos à população para que adopte uma consciência em defesa das espécies de animais, plantas, insectos  e outros recursos, rumo à sustentabilidade ambiental",  afirmou.

O Dia Internacional da Biodiversidade é celebrado para alertar a população para a necessidade e importância da conservação da diversidade biológica.

A data  foi  proclamada  pelas Nações Unidas  a 22 de Maio  de 1992, dia em que se  adoptou  o texto  final  da Convenção  da Diversidade  Biológica.