News & Announcements

31/10/2011: Angola goza de simpatia junto do governo Sérvio

Angola goza de simpatia junto do governo Sérvio

Belgrado (Do enviado especial) - O embaixador de Angola na Sérvia, Toko Serão, afirmou hoje, em Belgrado, que o seu país goza de muita simpatia junto do povo e Governo Sérvio, pois isso nota-se nos contactos oficiais e informais com as autoridades estatais e dos partidos da oposição.

Toko Serão, que falava em entrevista exclusiva a Angop, disse que o nome de Angola, por exemplo, é referenciado com muito carinho no parlamento sérvio.

 "Angola é tida como um país de referência que tem uma política externa independente ao nível da cena internacional. Numa altura em que as potenciais ocidentais exercem pressão noutros países no sentido de se reconhecer a independência do Kosovo, uma região pertencente a Sérvia", asseverou. 

 O diplomata recorda que Angola sempre teve boas relações com a ex-República Federativa da Jugoslávia (actual Sérvia), mas acontece que as situações internas de cada um dos países, tanto a da guerra em Angola, que apenas terminou em 2002, como a que a Jugoslávia conheceu em 1990, que culminou com a desintegração deste país, fez com que os dois países não tivessem o mesmo ritmo de acções.

No entanto, disse que os dois países continuam a ter de facto esta aproximação política, apesar das relações económicas estarem ainda quase que estagnadas, pois já não há grandes acções de empresas sérvias em Angola.
 

 Contudo, apontou que os contactos que a representação diplomática iniciou, quando chegou a Sérvia há dois anos, revelaram a existência desta vontade de querer cooperar com Angola.

 "É desta forma que, logo, em Junho de 2009, nós iniciamos alguns contactos com instituições, como empresariais, que no passado colaboraram com o nosso país. Estou a pensar aqui no caso da visita de cortesia que nós efectuamos ao Instituto de Investigação de Milho (Instituto que manteve no passado projectos na província do Huambo, Malanje e Huíla), no qual o director do instituto mostrou-se interessado em reatar as suas acções no nosso país",  asseverou.

 Neste contacto com instituições empresarias, Toko Serão, destacou que Angola quer cooperar com estes organismos tendo em conta que haverá transferência de tecnologias para os cidadãos angolanos que poderão trabalhar em futuros projectos a implementar no país.

  
"Para nós, a transferência de Now How é muito mais importante do que recebermos apenas técnicos que vão trabalhar a Angola sem este pressuposto. Isso passa pela formação e por acordos para que a tecnologia Sérvia seja conhecida pelos angolanos", indicou.

 Outra área importante que já data de anos e que Angola pretende reactivar é a da construção civil, porque existe uma empresa Sérvia que tem contactos com instituições de Angola de há muito tempo e quer continuar, a qual esteve a cargo da construção do aeroporto militar do Lubango, província a Huíla, não concluido por diversas razões. 

 "Neste momento, temos a ressaltar o facto da Sérvia ter em Angola uma empresa que está a montar o sistema de semáforos nas ruas de Luanda e dizer que é um trabalho de qualidade", salientou.

 Até este momento, fez saber o embaixador que, na região dos balcãs (sudoeste da Europa), Angola está acreditada na Sérvia, Roménia e Bulgária, sendo que a intenção é estender esta acreditação em outros países da região como Bosnia Hezgovina, Macedónia e Montenegro.