News & Announcements

05/05/2014: Autoridades angolanas e americanas satisfeitas com o rumo da cooperação

Autoridades angolanas e americanas satisfeitas com o rumo da cooperação
Segundo o ministro das Relações Exteriores, Georges Chikoti, em declarações à imprensa no final do encontro, esta foi uma oportunidade para falar das relações bilaterais, sobre as quais  notou-se que houve uma evolução em termos globais.

 

Ainda neste domínio, acrescentou o ministro, foi abordada a questão do petróleo, mas também do crédito de 600 milhões de dólares do Ex-Bank para financiar a compra de mais aviões Boeing para Angola e outros aspectos importantes.

Georges Chikoti esclareceu que foi ainda revista as questões de estabilidade política no continente africano, "assunto em relação ao qual agradecemos ao Secretário de Estado, John Kerry,  pelas iniciativas que o governo dos Estados Unidos tem levado a cabo , relativamente à crise no Sudão do Sul, na RDC e outros conflitos que África vive".

"Ouvimos as felicitações do Secretário de Estado Americano, pelas iniciativas levadas a cabo pelo Presidente da República de Angola, José Eduardo dos Santos, e pelo governo angolano para que o continente possa conhecer a paz, de modo geral", referiu.

Falamos ainda da Cimeira que se irá realizar durante o mês de Agosto em Washington, para qual estão convidados Chefes de Estado africanos e alguns dos temas que vão ser discutidos nesta cimeira.

Por sua vez, o Secretário de Estado americano, John Kerry disse que foi manifestada a gratidão do Presidente Barack Obama, pela posição de liderança que o Presidente José Eduardo dos Santos e o ministro Georges Chikoti têm tido em relação a paz na região, principalmente nos Grandes Lagos.

"Um dos grandes constrangimentos do continente para a paz e estabilidade é a persistência destes conflitos armados e estou certo de que juntos poderemos contribuir para o bem de todos", argumentou.

Anunciou que dento de muito pouco tempo as autoridades ligadas ao Comércio nos EUA irão abrir uma representação comercial na embaixada americana em Luanda.

No entanto, disse que apesar de as relações económicas serem muito importantes, "não é só isso nós queremos, mas sim um relacionamento  mais completo no futuro".