News & Announcements

22/04/2014: Angola aumenta capacidade de investigação científica marinha

Angola aumenta capacidade de investigação científica marinha

Luanda - Angola aumentou a capacidade nacional de investigação científica pesqueira e marinha, com a inauguração nesta terça-feira, no Porto Pesqueiro da Boavista, em Luanda, da embarcação "Pensador", no quadro do programa de sustentabilidade e exploração dos recursos pesqueiros do país.

A ministra das Pescas, Victória de Barros Neto, presente no acto inaugural presidido pelo Vice-Presidente da República, Manuel Vicente, disse que a embarcação e a tecnologia nela instalada deixam em aberto a possibilidade de haver um maior intercâmbio entre o Instituto de Investigação Pesqueira e outras instituições congéneres e universidades.

A nível regional, prosseguiu, "estaremos mais aptos para participar em projectos de investigação" no âmbito do ecossistema da corrente de Benguela, a sul de Angola, e da corrente do Golfo da Guiné, a norte.

Victória de Barros Neto salientou que as embarcações "Ngola Kiluange" e "Nzinga Mbande", igualmente inauguradas hoje pelo Vice-Presidente Manuel Vicente, completam a frota de patrulheiros do Serviço Nacional de Fiscalização Pesqueira e de Aquacultura.

A ministra assegurou que as duas embarcações têm capacidade de fiscalizar toda a Zona Económica Exclusiva de Angola, podendo penetrar em águas internacionais em acção de concertação com países e organizações regionais, em particular da região da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Considerou serem embarcações dotadas de valências ímpares no domínio da busca e salvamento, o que constitui um valor acrescentado para a frota de pescas e para as unidades que operam no mar territorial angolano.

"Essas embarcações, aliadas ao sistema de monitorização via satélite, já instalado, bem como os centros regionais de fiscalização nas províncias do litoral, nomeadamente em Cabinda, Soyo, Porto Ambuim, Benguela e Namibe, reforçam o Sistema Nacional de Fiscalização de Pescas", frisou.