News & Announcements

15/04/2014: Presidente da AN ressalta papel interventivo do Tchad

Presidente da AN ressalta papel interventivo do Tchad

Luanda - O presidente da Assembleia Nacional, Fernando da Piedade Dias dos Santos, destacou nesta terça-feira, em Luanda, o papel do Tchad nas relações internacionais africanas, sobretudo a sua participação activa em operações de manutenção da paz na República Centro Africana.

Ao intervir no Parlamento, na Sessão Solene dedicada ao Presidente do Tchad, Idriss Déby Itno, disse que Angola acompanha com interesse a dinâmica que este país tem emprestado à Comunidade Económica dos Estados da África Central.

"A vossa visão renova a convicção de que as zonas de integração regionais são promotoras da paz e do incremento de uma economia de complementaridade e de proximidade. Nesse sentido, Angola releva o esforço de vossa Excelência em prol de uma verdadeira integração regional", declarou.

Reforçou que a região da África Central, devido a existência de recursos energéticos no Golfo da Guiné e no Centro, é do ponto  de vista estratégico uma das mais dinâmicas do continente.

"Vossa excelência valoriza o posicionamento do Tchad, sua inserção e cooperação com os demais Estados", expressou Fernando da Piedade Dias dos Santos.

Disse conhecer bem o valor da paz e encarar com "imensa satisfação" os esforços do Presidente tchadiano quando se trata de pacificação, pois a "participação do Tchad no esforço da Comunidade Internacional tem sido frequente e reflecte a vontade da busca incessante da paz que caracteriza a sua liderança.

Informou, por outro lado, que a Assembleia Nacional de Angola, como pilar da construção democrática e a mais representativa das Instituições, desde cedo posicionou-se como um actor activo do processo político da paz e reconciliação nacional.

Empenhado em preservar este bem, lembrou, a Assembleia Nacional aprovou a Constituição e reformou o quadro legal estruturante do sistema político do país.

Segundo Fernando da Piedade Dias dos Santos, os resultados que referiu são a tradução prática do empenho do Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, que reputa de grande importância a consolidação da paz e da democracia, enquanto premissas para o desenvolvimento humano do povo angolano.

"Com esta visão, a aposta na economia,  sobretudo na diversificação das taxas de crescimento positivas e na redução sustentável da inflação tem gerado resultados promissores", declarou.

Disse ter certeza que o povo tchadiano tem os mesmos desafios, a mesma determinação e uma clarividente liderança do seu Presidente da República, capazes de trilhar o mesmo caminho de Angola na busca da felicidade.

"Auguramos que as negociações que vossa Excelência manteve com o Executivo Angolano tenham produzido resultados satisfatórios, quer no plano da cooperação bilateral, quer da integração regional, quer ainda da segurança no Golfo da Guiné e nos Grandes Lagos", concluiu.
Ao intervir no Parlamento, na Sessão Solene dedicada ao Presidente do Tchad, Idriss Déby Itno, disse que Angola acompanha com interesse a dinâmica que este país tem emprestado à Comunidade Económica dos Estados da África Central.

"A vossa visão renova a convicção de que as zonas de integração regionais são promotoras da paz e do incremento de uma economia de complementaridade e de proximidade. Nesse sentido, Angola releva o esforço de vossa Excelência em prol de uma verdadeira integração regional", declarou.

Reforçou que a região da África Central, devido a existência de recursos energéticos no Golfo da Guiné e no Centro, é do ponto  de vista estratégico uma das mais dinâmicas do continente.

"Vossa excelência valoriza o posicionamento do Tchad, sua inserção e cooperação com os demais Estados", expressou Fernando da Piedade Dias dos Santos.

Disse conhecer bem o valor da paz e encarar com "imensa satisfação" os esforços do Presidente tchadiano quando se trata de pacificação, pois a "participação do Tchad no esforço da Comunidade Internacional tem sido frequente e reflecte a vontade da busca incessante da paz que caracteriza a sua liderança.

Informou, por outro lado, que a Assembleia Nacional de Angola, como pilar da construção democrática e a mais representativa das Instituições, desde cedo posicionou-se como um actor activo do processo político da paz e reconciliação nacional.

Empenhado em preservar este bem, lembrou, a Assembleia Nacional aprovou a Constituição e reformou o quadro legal estruturante do sistema político do país.

Segundo Fernando da Piedade Dias dos Santos, os resultados que referiu são a tradução prática do empenho do Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos, que reputa de grande importância a consolidação da paz e da democracia, enquanto premissas para o desenvolvimento humano do povo angolano.

"Com esta visão, a aposta na economia,  sobretudo na diversificação das taxas de crescimento positivas e na redução sustentável da inflação tem gerado resultados promissores", declarou.

Disse ter certeza que o povo tchadiano tem os mesmos desafios, a mesma determinação e uma clarividente liderança do seu Presidente da República, capazes de trilhar o mesmo caminho de Angola na busca da felicidade.

"Auguramos que as negociações que vossa Excelência manteve com o Executivo Angolano tenham produzido resultados satisfatórios, quer no plano da cooperação bilateral, quer da integração regional, quer ainda da segurança no Golfo da Guiné e nos Grandes Lagos", concluiu.