News & Announcements

30/03/2014: Angola e EUA reactivam Acordo de Comércio e Investimento

Angola e EUA reactivam Acordo de Comércio e Investimento

Luanda - O Acordo de Comércio e Investimento (TIFA, sigla em inglês) que assenta nas relações comerciais entre Angola e os EUA, rubricado em 2010, vai ser reactivado durante a segunda reunião oficial do Conselho do referido mecanismo a ter lugar em Washington, nos dias 1 e 2 de Abril do corrente ano.

De acordo com uma nota de imprensa da Embaixada angolana nos EUA, a que a Angop teve hoje (domingo) acesso, a reunião, que decorrerá nas instalações do Departamento de Comércio dos Estados Unidos da América (USTR), terá, por parte de Angola, a participação de uma delegação chefiada pela ministra do Comércio, Rosa Escórcio Pacavira, cuja chegada, à capital americana, está prevista para segunda-feira.

Segundo a fonte, o TIFA é um mecanismo de diálogo regular de alto nível, que visa reforçar as relações comerciais entre os EUA e os países em vias de desenvolvimento. Os países ligados a este acordo têm a possibilidade de tirar proveito das condições económicas e comerciais que a primeira economia do mundo oferece.

A implementação do TIFA permitirá que Angola se torne mais competitiva na sua relação com os EUA e que sejam criadas condições para a melhoria da sua posição no contexto mundial de comércio.

O documento acrescenta que o Conselho, criado no âmbito da assinatura do Acordo de Comércio e Investimento entre Angola e os EUA, em 2010, tem como missão principal fazer o acompanhamento das relações comerciais e de investimento entre os dois países, assim como identificar oportunidades para a expansão do comércio e investimento.

Pretende-se também que, com o TIFA, Angola venha a ser um veículo para idenficar e coordenar as questões relacionadas com a capacitação e assistência técnica.

A nota faz saber que a segunda reunião do Conselho do TIFA será precedida de um encontro bilateral, na manhã do dia 01 de Abril, entre a ministra do Comércio de Angola, Rosa Escórcio Pacavira, e o Representante Comercial dos EUA, Embaixador Michael Froman.

A agenda de trabalho deste segundo Conselho do TIFA inclui a reaização, no dia 2 de Abril, de um fórum de negócios, que contará com a participação da governante e de empresários angolanos, integrantes da delegação.

Pela parte americana, estará presente Alicia Robinson-Morgan, directora adjunta para África do Departamento do Comércio dos EUA.

Os dois países analisarão o actual ambiente e regulamentos de negócios, perspectivas da Lei de Investimento Privado, a nova Pauta Aduaneira do Governo de Angola e as oportunidades de investimento existentes, de que ambos podem beneficiar.

Em debate estarão igualmente o contributo das pequenas e médias empresas para o crescimento das grandes, os serviços oferecidos por ambos os governos ao sector privado e o empreendedorismo das mulheres.

O documento realça que para além de Angola, os EUA já assinaram acordos do género com outros países do continente, nomeadamente, Ghana,  Ilhas Maurícias, Libéria, Moçambique, Nigéria, Ruanda e África do Sul.

O TIFA foi igualmente assinado com várias comunidades económicas, nomeadamente o Mercado Comum para África Oriental e Meridional (COMESA), União Económica e Monetária do Oeste Africano (UEMOA) e Comunidade da África Oriental (EAC).

A República de Angola é o segundo maior parceiro comercial dos Estados Unidos da América, na África subsaariana, devido ao elevado índice de comércio de petróleo e seus derivados.

Em 2013, Angola exportou para os EUA, produtos no valor de cerca de 870 mil milhões de Kwanzas (8.7 mil milhões de dólares). Em contrapartida, os EUA exportaram para o país mercadorias no valor de 140 mil milhões de Kwanzas (1.4 mil milhões de dólares).

Em termos de investimento directo estrangeiro, o americano em Angola recai no sector dos petrolíferos. O fluxo de investimento directo estrangeiro dos EUA para o país, em 2011, esteve a volta dos 570 mil milhões de Kwanzas ($5.7 milhões de dólares), aumento que, de acordo com fontes do USTR, foi de 21.8 porcento em relação a 2010.

Integram a delegação Angolana, o secretário de Estado do Comércio Externo, Alexandre Costa, representantes dos ministérios das Relações Exteriores, Economia, Finanças, Energia e Águas, Indústria, Agricultura, Transportes, da Câmara do Comércio e Indústria de Angola, da ANIP e Sonangol, para além de Alberto Ribeiro, Embaixador de Angola nos EUA, Ana Beatriz Costa, Representante Comercial de Angola nos EUA, Hamilton Costa, Representante da ANIP nos EUA e funcionários séniores do Ministério do Coméricio.