News & Announcements

24/03/2014: Cuando Cubango: Ministro considera batalhas realizadas elementos da história de Angola

Cuando Cubango: Ministro considera batalhas realizadas elementos da história de Angola

Menongue - O ministro da Defesa Nacional afirmou domingo, no município do Cuíto Cuanavale, província do Cuando Cubango, que as batalhas travadas em todo território nacional, com destaque às do Cuíto Cuanavale, Kifangondo, Ebo e Mavinga são elementos da história de Angola e devem, por isso, merecer maior divulgação para as novas gerações.

Cândido Van-dúnem que representava o Comandante – em -Chefe das Forças Armadas Angolanas (FAA), José Eduardo dos Santos, fez tais considerações à imprensa, no final da cerimónia de homenagem aos heróis da batalha do Cuíto Cuanavale, realizada na localidade do Tumpo, que foi o epicentro da batalha.

Disse que a conferência internacional sobre a batalha do Cuíto Cuanavale constituiu o "pontapé de saída", para lançar o desafio de uma contínua e maior divulgação da referida batalha.

"Demos o pontapé de saída, uma conferência que foi de facto, o lançar do repto para que depois noutros contextos inclusive nos programas educacionais, nós possamos divulgar a nossa história, a semelhança daquilo que fazem noutros países", afirmou.

O ministro afirmou que o governo tem prestado atenção no domínio da formação, permitindo que os militares que não tiveram a oportunidade de frequentar uma escola, possam estar inseridos em programas de formação, para que possam estar habilitadas a responder profissional e cientificamente aos desafios de desenvolvimento e reconstrução do país.

Disse que igual tratamento deverá ser tido em conta, na inserção dos ex-militares que se encontram hoje na condição de reserva e reforma, por forma a acautelar as principais dificuldades que os antigos combatentes enfrentam.

"Naturalmente, os combatentes da batalha do Cuíto Cuanavale, tal como os combatentes de outras batalhas que foram travadas em Angola, estão a merecer o mesmo tratamento e cuidado. O que nós temos estado a fazer é dignificar o homem", acrescentou.

Uma vez vencida pelo exército angolano em 23 de Março de 1988, a batalha do Cuíto Cuanavale contribuiu significativamente para o fim do regime de segregação racial, e criou condições para a Independência da Namíbia.

Para saudar a efeméride, decorreu no último sábado uma conferência internacional sobre esta batalha, que teve como orador principal o chefe dos Serviços de Inteligência Militar, general António José Maria, e uma cerimónia de homenagem aos heróis tombados e vivos, presidida pelo ministro da Defesa Nacional, Cândido Van-dúnem.