News & Announcements

02/03/2014: OMA reafirma engajamento na promoção do desenvolvimento da mulher rural

OMA reafirma engajamento na promoção do desenvolvimento da mulher rural

Porto Amboim - A secretaria-geral da Organização da Mulher Angolana (OMA), Luzia Inglês, considerou  no município de Porto Amboim, província do Cuanza Sul, que as celebrações dos 52 anos de criação da organização impõe "uma verdadeira jornada de reflexão sobre os esforços a serem envidados em prol do desenvolvimento da mulher rural".

Ao discursar no acto central antecipado em alusão ao 2 de Março, Dia da mulher angolana, decorrido sob o lema: "OMA firme no apoio a mulher rural", Luzia Inglês afirmou que a sua organização apoia a "brilhante" iniciativa do Presidente da República, José Eduardo dos Santos, de promover uma ampla auscultação e discussão sobre os problemas da mulher rural.

"A OMA está preparada para prestar um valioso contributo tendo em conta a sua capacidade organizativa e o seu compromisso de continuar a ser uma instituição forte na procura de soluções para os problemas da mulher e sobretudo da família",  frisou a política.

De acordo com a responsável, para além da jornada Março Mulher, cujas discussões e abordagens estarão direccionadas à mulher rural, está a ser preparado um programa de auscultação e discussão dos problemas da mulher rural pelos Ministérios da Família e Promoção da Mulher, da Administração do Território e do Trabalho e Segurança Social, com vista a ajustar os programas de apoio a esta franja da sociedade à realidade de cada município e província, bem como definir os recursos adequados no Orçamento Geral do Estado de 2015.

"Temos de continuar a trabalhar para a melhoria da situação social da mulher e da sua participação na vida pública e caminharmos juntos para uma sociedade mais justa e mais humana, promovendo iniciativas através do apoio ao empreendedorismo, ao associativismo, ao cooperativismo e ao pequeno negocio", referiu.

Por outro lado, referiu que as comemorações do 2 de Março tem sido um momento privilegiado para se proceder a um balanço e reflexão conjunta sobre a contribuição da mulher angolana em todas as etapas na historia de Angola com exemplos de patriotismo de Deolinda Rodrigues, Teresa Afonso, Irene Cohen, Engrácia dos Santos, Lucrécia Paim entre outras anónimas.

Neste contexto, apontou a elevação do nível politico ideológico das membros da OMA como uma questão que deve constituir igualmente prioridade no trabalho da organização.

"Devemos continuar a dinamizar acções de formação básica das nossas membros  a todos os níveis para solidificar os seus conhecimentos. Temos que continuar a trabalhar, igualmente, em programas de promoção dos valores éticos, cívicos culturais e patrióticos, no combate à violência doméstica, na erradicação do analfabetismo, na defesa dos direitos da mulher e da família" , sublinhou.

A deposição de uma coroa de flores no busto do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto e uma visita à Maternidade local precedeu o acto central presenciado por membros das estruturas centrais e provincial do MPLA, do secretariado executivo da OMA, do grupo de acompanhamento do Bureau Político ao Cuanza Sul e da população em geral.