News & Announcements

27/02/2014: Huambo: Êxito do Censo exige posição incontornável da engenharia militar

Huambo: Ãxito do Censo exige posição incontornável da engenharia militar
Huambo - O alcance dos objectivos traçados pelo Governo Angolano, com a realização do Censo Geral da População e da Habitação, entre os dias 15 e 31 de Maio deste ano, exige uma posição incontornável da engenharia militar do Exército, com a intervenção dos seus especialistas nas localidades de difícil acesso.

 

A afirmação foi feita pelo tenente-general Miguel Kiangala, no quartel-general da Região Militar Centro, cidade do Huambo, durante o acto de encerramento do XX encontro metodológico dos especialistas de engenharia e infra-estruturas do Exército, aberto terça-feira.

Na sua intervenção, o chefe de direcção de engenharia e infra-estruturas do Exército disse ser necessário o envolvimento dos especialistas nas acções de desenvolvimento económico-social de Angola, iniciando no processo censitário.

Explicou que a engenharia militar é uma área "extremamente sensível", que requer homens com ciências e capacidades académica-científica apuradas, visando a prestação de um trabalho que possa contribuir para o desenvolvimento das Forças Armadas Angolanas e do país em geral.

"A exploração das qualidades do efectivo, com base nas novas tecnologias, tendo em vista a construção de um Exército forte, preparado e permanentemente disponível para a defesa dos nobres interesses do povo, baseadas na Paz, Independência Nacional e da estabilidade política deve ser um desafio de todos", considerou o oficial general, no final do encontro aberto terça-feira, sob o lema "Engenharia e infra-estruturas – pilar na prontidão do Exército".

O acto de encerramento contou com a presença do Comandante da Região Militar Centro, general Manuel dos Santos Hilário, e do director-geral do Instituto Nacional de Desminagem, Leonardo Severino Sapalo, além assessores russos e cubanos.