News & Announcements

25/02/2014: Engenharia militar ocupa lugar estratégico no desenvolvimento do país

Engenharia militar ocupa lugar estratégico no desenvolvimento do país

Huambo - A engenharia militar do Exército encontra-se num lugar estratégico nas acções de desenvolvimento do país, através da participação dos seus especialistas no processo de desminagem, construção de barragens hidroeléctricas, pontes, estradas, entre outras infra-estruturas que estão a melhorar a qualidade de vida da população.

Esta apreciação foi manifestada no Huambo, pelo Comandante da Região Militar Centro, general Manuel dos Santos Hilário, na abertura da XX reunião metodológica dos especialistas de engenharia e infra-estruturas do Exército, a decorrer até quinta-feira, sob o lema "Engenharia e infra-estrutura – pilar na prontidão do Exército".

Neste contexto, realçou que os órgãos de engenharia militar estão a contribuir, significativamente, para consolidação do desenvolvimento, com a edificação de barragens e abertura de poços de água, sobretudo na região sul de Angola, onde a seca contínua a provocar vítimas e a danificar o processo económico de muitas famílias.

O general Manuel dos Santos Hilário disse que actividade deste ramo passa, pela desminagem das zonas minadas ao longo do conflito armado, facilitando, deste modo, o desenvolvimento da agricultura e a circulação livre e segura de pessoas e bens.

Por esta razão, o comandante exortou os especialistas do ramo de engenharia e infra-estruturas do Exército a empenharem-se mais na formação académica e na auto-superação, tendo em atenção o contexto actual do mundo digital.

Aos presentes, fez saber que a defesa da pátria é uma tarefa eminentemente complexa, exigindo a organização de factores funcionais que muita das vezes não têm sido utilizadas pelo Exército, visando a construção de infra-estruturas modernas, cómodas e adequadas para garantia do bem-estar do efectivo militar e da manutenção do território nacional.

Os trabalhos do encontro, que decorre no quartel-general da Região Militar Centro, que abrange ainda as unidades localizadas nas províncias de Benguela, Bié e Cuanza Sul, estão a ser orientados pelo chefe da direcção de engenharia e infra-estruturas do Exército, tenente -general Miguel Kiangala.